Seguidores

10.10.03

Dan Stulbach já interpretou Peer Gynt no teatro

Assistí Novas Diretrizes em Tempos de Paz, em março desse ano, numa apresentação especial no Auditorio da EMERJ -- Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro. Após o espetáculo, houve um debate com o autor Bosco Brasil, com o Dan, o Tony Ramos e a diretora Ariela Goldmann. Fiz umas anotações rápidas com lápis de sobrancelha (anta que sou, justamente nesse dia eu esquecí a caneta) e ficou uns borrões quasi indecifráveis. Copiei o que era inteligível e guardei aqui com o Arakem (my computer), mas quando procurei para fazer um post especial sobre esse debate aqui no blog, o arquivo das anotações tinha sumido. Sobre o espetáculo Novas Diretrizes em Tempos de Paz eu comentei aqui no outro blog, o a®timanhas.

O Arakem vive aprontando dessas gracinhas comigo, some misteriosamente com os arquivos mais preciosos, e faz aparecer tempos depois através de outras manhas e artes que não têm nada a ver com as propaladas conquistas da tecnologia. Está mais para as artes da feitiçaria ou sei mais lá o quê.
E ontem, quando eu estava procurando uns textos antigos, apareceu saltitante na telinha o arquivo que continha as preciosas anotações do debate em questão. E sobre o Dan Stulbach, anotei lá o que o próprio -- ao vivo -- falou sobre a sua carreira:

DAN STULBACH - Foi acompanhar uma amiga num teste para a montagem de Peer Gynt, de Henrik Ibsen, e foi convidado pelo diretor Roberto Lage para fazer um teste, e acabou ficando com o papel de protagonista do espetáculo. Foi no papel de "Peer Gynt" a sua estréia no teatro profissional, em 1991. E de lá para cá, não parou mais de trabalhar no teatro. É um dos produtores de "Diretrizes". Gosta de trabalhar em grupo porque é um trabalho mais consequente. Nunca cursou nenhuma escola de teatro, mas estuda muito. É um predestinado. Essa última frase estava lá no final das minhas anotações, impressionada com a trajetoria do ator.

Ganhou o Premio Shell e APCA de Melhor Ator em São Paulo, no ano passado, pela sua interpretação em Novas Diretrizes em Tempos de Paz, e atualmente excursiona pelo País com o espetáculo. O ator ainda encontra tempo para trabalhar em novela, na ótima performance do Marcos, o marido ciumento da novela "Mulheres Apaixonadas".


Dan Stulbach em "Novas Diretrizes em Tempos de Paz".
A mão que segura o livro é do Tony Ramos.

Nenhum comentário: