Seguidores

28.5.06




UM HOMEM É UM HOMEM
Assistí nesta semana, "Um homem é um homem" uma adaptação livre do texto de Bertolt Brecht, com a produção do Galpão, e recomendo o espetáculo embora faça algumas ressalvas, mas vale pelo coletivo desse grupo mineiro com uma respeitável trajetoria de 23 anos de existencia e 16a montagem, com reconhecimento de público e crítica, tendo conquistado os mais importantes prêmios teatrais do País, e é claro, pelo texto do BB.
Mas vale também ressaltar pela bagagem artística do meu conterraneo, o ator e diretor Paulo José , que trabalha com o grupo pela segunda vez, tendo assinado a direção em 2003, de "O Inspetor Geral", de Gogol. Na atual montagem, ele assina a direção e a adaptação, além da concepção cenografica do espetáculo juntamente com os cenografos Alexandre Rousset e Tereza Bruzzi.
Na adaptação do texto para os dias de hoje - no original, se passa na Índia, Paulo Jose diz no programa da peça " E as armas de destruição em massa que Sadam Hussein teria, mas não tinha, foram o argumento definitivo para a invasão do Iraque. A farsa Bush, Blair et caterva motivou nossa adaptação da comedia ou tragicomedia de "Um homem é um Homem", ambientando-a num pais imaginário, o Urbequistão, em cuja capital Dagbá estão aquartelados cem mil soldados ocidentais".

"Um Homem é um Homem", fica em cartaz sòmente até o próximo domingo, dia 4, no Teatro Carlos Gomes, aqui no Rio. De quinta a domingo às 19,30hs.

Depois do Rio, Alemanha,
"Um Homem é um Homem" estreou em outubro de 2005, em Belo Horizonte, e já esteve em cartaz em São Paulo, em Ribeirão Preto, passou por algumas cidades do nordeste, no Festival de Curtiba, entre outros lugares, e mais recentemente fez uma apresentação em Nova Iguaçu.

O espetáculo abriu nesta quarta feira, dia 24, a pré-estréia da 5ª Semana de Artes Cênicas da Baixada Fluminense (de 8 a 24 de junho), O Encontrarte, no ginásio da Vila Olímpica, em Nova Iguaçu, sendo assistido por cerca de três mil pessoas.

O Galpão foi convidado para apresentar o espetáculo na Alemanha, e no início do mês de agosto o diretor e o grupo viajam para lá, onde vão apresentar o espetáculo em praça pública, na cidade de Berlim. O convite foi feito por produtores alemães que assistiram "Um Homem é um Homem" no Instituto Goethe, quando o espetáculo estava em cartaz em São Paulo.

Nenhum comentário: