Seguidores

13.11.07

VII MOSTRA DE TEATRO DA UFRJ
Dez Projetos Experimentais em Teatro dos formandos em Direção Teatral da ECO e o Projeto Final de Artes Cênicas do Colégio de Aplicação da UFRJ dirigido por alunos diretores.
Os espetáculos acontecem de 9 de novembro a 16 de dezembro, sempre às 20 hs.
Sala Oduwaldo Vianna Filho da Escola de Comunicação.Av. Pasteur, 250 - Fundos - Urca - Informações pelo tel. 3873-5067
Entrada franca com distribuição de senhas uma hora antes dos espetáculos. Traga 1kg de alimento não perecível.
CAP - 9 de novembro Arkhangel, criação coletiva
Direção Amanda Giugni, Gabriela Martins e Marília Lattaro
Uma Vida e Seis Continue: isto pode virar uma peça, texto de Leonardo Rego Ferreira, com colaboração do elenco Direção Joana Mendes
Direção Teatral / ECO
13, 14 e 15 de novembro, às 20h
Amém, a roleta russa dos salmos, de Felipe Barenco
Maria decorou o livro dos salmos e quer vingança. Bia fugiu do rebanho e foi pra Índia. Clara tem mania de limpeza e arrasta uma máquina de lavar. Lola é uma noiva destruída. Vera leva choques de Deus. Gilda é uma puta assassinada. Todas presas numa igreja.
Direção Felipe Barenco
Orientação Eleonora Fabião

16, 17 e 18 de novembro, às 20h
Alice e o que ela encontrou por Ali, adaptação do Grupo Ruína livremente inspirado em Lewis Carrol e Jan Svankmajer
Montagem inspirada no texto de Lewis Carrol, apoiada na perspectiva sombria do diretor de cinema Jan Svankmajer, Alice e o que ela encontrou por Ali é uma pesquisa sobre o espaço, a simplicidade, o estruturalismo e sobre o medo que temos em relação aos sonhos que se repetem. Para ver Alice é necessário usar os olhos.
Direção Nathalia Caetano
Orientação Adriana Schneider e Joana Lebreiro

20, 21 e 22 de novembro, às 20h
O Veredicto, uma história para a Senhorita Felice B., numa livre inspiração, ironicamente sombria em Kafka, adaptação de Liliane Xavier, Márcio Newlands e Marise Nogueira da obra de Franz Kafka
... não minta, você realmente tem esse amigo em São Petersburgo?
Ao receber sua sentença de morte, Georg Bendeman tenta escapar do terror que o assombra saltando sobre o rio. O que é ficção, o que é realidade para alguém condenado a escrever para seu próprio fantasma?
Direção Liliane Xavier
Orientação Carmem Gadelha

23, 24 e 25 de novembro, às 20h
Dias felizes, de Samuel Beckett
base, jogo, riso, ritual.re-criação, des-criação, desfazimento, ação.essência, estéril, estático.humano,presente.(pausa)."Falar é fazer durar" .ciclos.silêncio.Além do nada... Dias Felizes.
Direção Dani Lossant
Orientação Eleonora Fabião

27, 28 e 29 de novembro, às 20h
Judite, de Theo Fellows
O espetáculo faz uma releitura da história bíblica de Judite, a heroína judia que salva seu povo assassinando o general assírio Holofernes. As múltiplas faces do feminino, as conflitantes ordens sagradas, a violência e a sedução se confundem para tentar responder ao silêncio de Deus.
Direção Theo Fellows
Orientação Adriana Maia

30 de novembro, 01 e 02 de dezembro, às 20h
Dos tais laços humanos, baseado nos contos: "Natal na barca", "Apenas um saxofone" e "Uma branca sombra pálida" de Lygia Fagundes Telles, adaptação do Grupo 6 Marias e meia
Cinco mulheres. Três histórias. Já: fuga, escolha, cores. Fé, flores, força, fumo. Amor. Perda, memória. Teia. Borboleta, peito, quente. Dor, gozo. Morte. Vazio, só...
Direção Luciana Barboza
Orientação Eduardo Vaccari

04, 05 e 06 de dezembro, às 20h
Senhora dos afogados, de Nelson Rodrigues
O mar! Quer levar toda a família principalmente as mulheres. Basta ser uma Drummond que ele quer logo afogar. E depois das mulheres será a vez dos homens. E quando não existir mais família, a casa! Então o mar levará a casa, os retratos, os espelhos, tudo.
Direção Sunshine Pessanha
Orientação Joana Lebreiro

07, 08 e 09 de dezembro, às 20h
Uma temporada no inferno, de Arthur Rimbaud, adaptação de Débora Paganni e Marcos Bassine
Arthur Rimbaud, gênio da poesia do século XIX. Um relâmpago verdejante cortando o horizonte. Aqui, no "Cabaret Verde", o encontro de Rimbaud com sua obra cria um novo universo, onde tudo é permitido. Então, respire fundo e mergulhe. Bem-vindo!
Direção Débora Paganni
Orientação Adriana Schneider

11, 12 e 13 de dezembro, às 20h
Sarapalha, adaptação do conto de João Guimarães Rosa
Embrenhados nos confins de Minas Gerais, dois primos são acometidos pela malária e encontram-se em fase terminal da doença. Isolados, entre delírios e calafrios, relembram, com particular poesia, os dias passados e transitam pelo universo do imaginário.
Direção Luciana Brumm
Orientação Marcellus Ferreira

14, 15 e 16 de dezembro, às 20h
Mundo grampeado, uma ópera tecno-tosca, de Marcus Galinha
É hoje. É agora. É o Brasil. É o teatro. É maluquice e verdade. É Realismo Repugnante. É Realismo Telefônico. Entrem... e não desliguem os seus celulares. O show polifônico vai começar!
Direção Marcus Galinha
Orientação José Henrique Moreira

Nenhum comentário: