Seguidores

13.11.08


Quintas do Parangolé na Fundição

Recebi da divulgação dos paspalhos do Teatro de Anonimo, recomendo com louvor e passo adiante o parangolé!

"As noites de quinta não serão mais as mesmas! Então, quem perdeu a estréia, tem mais uma chance de desfrutar da noite mais completa e animada da Lapa, música, circo, dança, teatro, boa comida, cerveja Devassa e convidados pra lá de especiais, agitam o Pavilhão Teatro de Anônimo, na Fundição Progresso.
NOITES DE PARANGOLÉ!!!
E nesta noite o convidado super especial será o cantor RODRIGO MARANHÃO. Não percam!
Serviço:
Toda quinta a casa abre às 19hs e o show começa às 20h
Espaço Teatro de Anônimo
Rua dos Arcos,24 Lapa - RJ (Fundição Progresso)
Valor: R$ 20,00(inteira)
R$ 10,00 meia ou lista amiga
R$ 15,00 com filipeta
Sujeito a lotação do espaço
" Tel.21/2240-0930/8635-0997

9.11.08


Fragmentos da minha performance "Dizinbolsa" no Circo Voador.


Performance na escada em caracol projetada pelo arquiteto Oscar Niemmeyer
para o Teatro Popular de Niteroi.

1.11.08

UPDATE
AMBIENTE de Beckett

Fui à estrèia do Panorama de Dança no Teatro João Caetano. Os seus 1222 lugares estavam ocupados pelo povo da dança, do teatro e áreas afins, mais o público comum que frequenta o João Caetano.

Maguy Marin, a coreógrafa e bailarina francêsa que criou o grupo, em 1978, trouxe ao festival o seu último trabalho, UMWELT (que significa AMBIENTE) considerado pela crítica mundial uma obra prima.
UMWELT é inspirado no teatro de SAMUEL BECKET (1906-1989), assim como foi "May B", outro espetáculo da Cie. Maguy Marin.

Estudiosa e pesquisadora de Beckett, assistí maravilhada a transposição para a dança contemporânea das idéias de Samuel Beckett - dramaturgo irlandês autor de "Esperando Godot", foi também poeta, novelista, tradutor, ensaista, diretor teatral e o ganhador do Premio Nobel, em 1969.

A maturidade do grupo e a intimidade que demonstra com o pensamento de Beckett está no palco em ações simples do cotidiano consegue passar o vazio da existencia.
O som repetitivo, tenso e monótono, o vento intermitente e o cenàrio com as duas fileiras de espelhos (lindo) criaram o clima, l'ambiance beckettiana. E aos poucos vão surgindo as referencias explícitas às suas peças como Ato sem palavras I (Sergio Brito iria adorar), Esperando Godot, a personagem Winnie de Dias Felizes, Comédia, Catastrofe, na cena final.

Aplaudi em pé, ao gritos de bravo (com pronúncia francesa, exibida que só)! No final, metade da platéia tinha ido embora, e a outra metade que ficou aplaudia com reservas, mas levantaran no final para aplaudir os bailarinos ao som de muitos bravos.
UMWELT é o tipo de trabalho que ou você embarca na proposta e viaja para chegar a algum lugar ou a lugar nenhum, ou levanta e sai nos primeiros minutos. Voilá.


UMWELT- Samuel Beckett na dança contemporânea
A Cie. Maguy Marin está de volta ao Brasil. Considerado pela crítica mundial uma obra prima, Umwelt é inspirado em textos do irlandês Samuel Beckett e aborda a falta de significado e expressão na existência humana. No palco, em meio a duas fileiras de espelhos em posições alternadas, os intérpretes aparecem e desaparecem representando atos corriqueiros como lavar o chão ou embalar um bebê. O público acompanha as ações típicas do dia-a-dia de qualquer pessoa numa seqüência entrecortada pelos espelhos, que tomam conta da extensão do palco. Umwelt é um espetáculo visual impactante com cenário surpreendente.

A dança contemporânea toma conta do Rio de Janeiro até o dia 9 de novembro, na 17ª edição do Panorama de Dança. O festival traz para a cidade artistas de quatro continentes, com espetáculos de graça e a preços populares (o mais caro custa R$16, e o mais barato R$ 3).

Ao todo serão 70 apresentações com a participação de 35 companhias nacionais e internacionais. Assim como nos anos anteriores, o Panorama irá a bairros da Zona Sul e Centro, além de Zona Norte e da Baixada Fluminense.
Nos espaços no entorno da Praça Tiradentes e nas estações do Metrô Rio, as apresentações serão gratuitas. Uma novidade será um novo espaço de convivência, a Sala das Machinas, no prédio do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), no Flamengo, Zona Sul do Rio, onde haverá instalações, palestras e espetáculos, além da videoteca do festival e outras atividades e festas.

Além da Cie Maguy Marin, o japonês Yuzo Yshiyama, o argentino Edgardo Mercado, o carioca Bruno Beltrão de Niteroi, o português Tiago Guedes, o iraniano Hooman Sharifi, a sul-africana Nelisiwe Xaba, a cia italiana Deja Donné e o suíço Thomas Hauert.

Entre as companhias cariocas cariocas, o novo e já disputado na Europa “H3”, de Bruno Beltrão, e os novos trabalhos de Cristina Moura e Ricky Seabra. Ainda entre os brasileiros, a baiana Dimenti traz seu escracho inédito para o Rio e o coreógrafo mineiro Mario Nascimento apresenta estréia sua nova criação.
Clique aqui para conferir a programação completa com preços e locais dos espetáculos no site do festival

Mais video do "UMWELT" - un cadeau pour vous et pour moi.

29.10.08

MOLA 2008 - performance interferencia no pátio e escadas externas do Circo Voador. Work in process da peça "Dias Felizes" de Samuel Beckett.
Vai clicando aqui que chega lá no vídeo. São fragmentos do trabalho. Estou aprendendo a postar vídeos aqui no blog.

17.9.08

Dizinbolsa no MOLA 2008
É com muita alegria que esta escriba comunica que a sua performance acaba de ser selecionada (entre mais de duzentos projetos) na categoria artes cênicas para a quarta edição do MOVIMENTO LIVRE DE ARTES - MOLA 2008, que acontece anualmente no CIRCO VOADOR, no mês de outubro. Na íntegra, o e-mail recebido dos organizadores e a relação dos contemplado pelas bençãos voadoras:

Galera,
Gostaria de agradecer a todos que se inscreveram para participar da Mostra Livre de Artes 2008 (MOLA) na área de cênicas.
A seleção foi um processo muito difícil, já que neste ano recebemos mais de 200 inscrições e muitas de qualidade.
Selecionamos algumas propostas para o ano de 2008.
O nosso critério principal foi a qualidade e adaptação em espaços alternativos, como as propostas que entenderam o conceito do Projeto MOLA e se adequaram facilmente a estrutura que o Circo Voador dispõe para espetáculos/ esquetes e performances.

A parte de Artes Cênicas do evento ainda é uma vertente que precisa crescer. Temos pouco tempo para tantas propostas e também não oferecemos uma estrutura que o teatro pede. Por isso, a cada edição, procuramos melhorar e aperfeiçoar essas estruturas.

Acreditamos na força impulsionadora do MOLA para alavancar propostas de qualidades e por isso contamos com todos para as próximas edições.

Muito Obrigada!

Evóe Baco!

Merda!!

Os selecionados para a Mostra Livre de Artes de 2008 são:

PERFORMANCES

CONSTRUÇÃO – Cia PéNoAr
UNIÃO (Teoria dos Conjuntos) – Grupo 13 numa noite
CARTOGRAFIA DO CORPO - Marcus Vinícius
NANASSÁ; NUNCA E ÁFRICA - Grupo Teatral Vívidos
DIZINBOLSA - Ruth Mezeck
O ARTISTA IDEAL - Cia. do Ator Social
LABIRINTO- 13 Numa Noite
BALDEAÇÃO - Coletivo Liquida Ação
FUNK – SE QUEM QUISER - Núcleo de Pesquisa MobiCatena
PALAVRA PROIBIDA – Fórceps
DOIS BANQUINHOS - Vinicius Longo/André Luiz
CHUPARINA - Mc Chuparina e Banda
O GRANDE ENCONTRO – André Garcia Alvez
MIUDO - Grupo Miúdo
POESIA POR NÓS

ESQUETES

O Monótono de HAMELET – Paulo Pereira
VIDA DE BONECA - Fernanda Machado
O QUE É? O QUE É? - B dos R P Cia Teatral
O PRECONCEITO DA MALDADE CONTRA O SANTO BASEADO – Carlos Lencinho
A FAXINA - Cia Flor no Peito

ESPETÁCULOS

QUEM DISSE QUE PAPA NÃO FUMA ? – Cia Festeira
GIGANTES PELA PRÓPRIA NATUREZA - Grande Cia Brasileira de Mysterios e Novidades
TEREZA LUCRÉCIA – Teatro Itinerante
A FILHA DA CHACRETE - As Julietas
OS AVIÕES NÃO ESPERAM - Direção Teatral da UFRJ

MoLa - Mostra Livre de Artes
Artes Cênicas

Clara Soria
Gustavo Fernandes


A minha performance DIZINBOLSA, é um work in process de "Dias Felizes" de Samuel Beckett que se propõe a uma interação singular com o espaço e com o público, tendo um forte caráter de intervenção.
Dizinbolsa estreou em maio no Parque Lage, e no mês de junho foi apresentada no RioArtmosfera, e mais recentemente foi selecionada para participar da Mostra Paralela no I Festival de Esquetes de Niteroi, e agora no Circo Voador - MOLA 2008. Pas mal, non?

14.9.08

A cantora Lu Baratz, também conhecida pela alcunha de Noiva Açougueira e o Vinícius Nascimento.

O Cabaret Cru está de volta

Em sua segunda edição,Cabaret Cru volta na quinta-feira próxima, dia 18, às 22 hs.no mesmo local, o Pista 3, á Rua São João Batista 14 - quasi esquina com a Rua Voluntários da Pátria, em Botafogo.
Eu fui à primeira edição, e amei. Postei a respeito aqui no blog. A efervescência do local, me reportou aos anos oitenta, no auge do Circo Voador.
Cabaret Cru, é um mix de cabaré da Berlim dos anos 20, 30, com louquíssimas apresentações performáticas, passando pelo mais inacreditável trash às mais avançadas tendências contemporaneas da dança, do teatro, e da música, stand up comedy, as mais surreais.

E o momento mais esperado do Cabaré Cru, a performance da surpreendamental cantora LU BARATZ e o sorriso iluminado do DUDU GUEDES e sua Banda Anfitriã, foram o ápice das apresentações para a alegria encantamento dos fãs da cantora que superlotaram aquele espaço. É impressionante a voz e o carisma dessa menina. E ela está apenas começando. Ainda vai se falar muito dela.

Depois do cabaré, as mesas são retiradas, e o espaço vira uma pista de dança. E nessa onda, eu que não danso pela trilha dos pancadões, funkões e cia. entrei no barato do DJ SANY PITBULL e fui funkear na pista. Rapidamente como entrei, eu saí. Antes de pagar um mico no meio daquela gallera ensandecida.

Local: PISTA 3 - Rua S. João Batista 14 - Botafogo
Dia 18 de setembro - quinta-feira
Horário: 22 hs.
Ingresso: R$ 15,00
Lista amiga: R$ 12,00 (cabaretcru@gmail.com)

28.8.08

WORKSHOPS GRÁTIS
O IV Encontro do Corpo na Dança e no Teatro - Técnica Klauss Vianna, de 2 a 7 de setembro no Espaço SESC-Copacabana, já está fazendo as inscrições pelo telefone
21/2551-0099 na FAV - Faculdade e Escola Angel Vianna.
A programação completa workhops, ministrantes, curriculos,
horários, etc... estão postados aqui no Artimanhas

24.8.08

IV ENCONTRO DO CORPO NA DANÇA E NO TEATRO - TÉCNICA KLAUSS VIANNA
De 2 a 9 de setembro no SESC-COPACABANA, vai acontecer um dos mais importantes
acontecimentos culturais do ano em curso - uma homenagem ao Klauss Vianna à altura
da magnitude do homenageado e de sua obra no teatro e na dança.
Programação completa no Artimanhas. Clique no link e surpreenda-se!!!

22.8.08


Teatro Popular de Niteroi - mais conhecido como o Teatro do Oscar Niemeyer

É nessa escada que eu vou ...

Parte externa do Teatro Popular de Niteroi

Vou performar na escada em caracol no Teatro do Oscar Niemeyer

Meninos, eu vou apresentar a minha performance DIZINBOLSA na parte externa do Teatro Popular de Niteroi. Vou performar naquela maravilhosa escada em caracol (na foto acima) localizada na parte detrás do TPN - ao lado do bar.

É a primeira vez que esse espaço do prédio projetado pelo Oscar Niemeyer é utilizado para performance. Antes, nunca foi usado para qualquer outra manifestação artística. E, assim eu tenho a honra e o privilégio de estreiar um novo espaço cênico no Teatro do Oscar Niemeyer.

Historico da performance - do Estado Beckett à Dizinbolsa

DIZINBOLSA é um work in process da peça teatral Dias Felizes de Samuel Beckett, com um forte caráter de intervenção e/ou performance, e que se propõe a uma interação singular com o espaço e o público.

Em termos de linguagem cênica, "Dizinbolsa" pesquisa na prática as
possibilidades expressivas da performance baseada em objetos, tendo
como proposta cênica discutir questões como memória, identidade,
autenticidade e representação.

Esse trabalho teve um primeiro momento no ano passado, com outras pesquisas cênicas, com direção do bailarino, coreografo e diretor teatral Guto Macedo, e foi apresentado nas escadarias externas do Circo Voador no Projeto MOLA 2007, e nas escadarias do casarão da UNEI em Santa Teresa, no Arte de Portas Abertas, entre outros espaços, com o título de ESTADO BECKETT.

Em março, desse ano, eu continuei com o processo, incluindo outras pesquisas cênicas. Dessa vez,incorporando ao trabalho a performance com objetos, a partir de uma oficina com Nadam Guerra na EAV, no Parque Lage, eu criei DIZINBOLSA. Esse trabalho foi apresentado em maio no Parque Lage e no RioArtmosfera no mês junho.

I Festival de Esquetes no Teatro do Oscar Niemeyer
O I Festival de Esquetes de Niterói, estará acontecendo na próxima semana, de 28 a 31 de agosto, no Teatro Popular de Niteroi, popularmente conhecido como Teatro do Oscar Niemeyer, que foi inaugurado em abril do ano passado dentro das comemorações do centenário do arquiteto. O I Festival é uma promoção da Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação de Arte de Niteroi, e produzido pelo ator e produtor teatral Fabio Fortes.

Segundo os seus organizadores, o I Festival de Esquetes tem como objetivo fomentar a produção teatral da cidade, incentivar o estudo e os debates sobre artes cênicas, incentivar a criação de novos grupos teatrais no município, abrir espaço para produções teatrais de outras localidades, promover o encontro de artistas e técnicos da área e inserir Niterói no roteiro dos festivais de teatro do Estado do Rio de Janeiro.
O I Festival conta com três mostras simsultaneas: Mostra Competitiva - prêmio em dinheiro para melhor atriz, ator,diretor e melhores esquetes; Mostra Paralela - performances,dança, tearo, música e artes plasticas e a Mostra de Niteroi com cinco esquetes de artistas niteroienses.


Foram 245 inscritos de 5 diferentes estados brasileiros. A comissão de seleção composta pelas Professoras Doutoras da UNIRIO, NARA KAISERMAN e ELZA DE ANDRADE e pelo diretor teatral DEMETRIO NICOLAU, pôde constatar a grande diversidade e a consistência das propostas apresentadas.

DIZINBOLSA, performance de minha autoria - um work in process da peça Dias Felizes de Samuel Beckett foi selecionada na Mostra Paralela do I Festival de Esquetes de Niteroi.

Fonte:aqui no site da Prefeitura de Niteroi.

16.8.08

Recebi por e-mail da Ariane Minouchkine do Théatre du Soleil.Sem palavras.
Pekin/2008
J.O.Pekin
Os três vídeos do Soleil estão no YouTube, onde é possível ler os comentários e a repercussão deles no mundo


PEKIN 2008Cliquez Regardez Refléchissez Et si vous adherez, alors, diffusez. Oui surtout, diffusez! Un grain de sable peut faire crisser la plus puissante des machines Mille grains de sable ...

26.6.08


Performances no Barracão Maravilha
O Barracão Maravilha Arte Contemporânea dedica um dia à execução de performances de artistas dos meios visual e teatral, discutindo a linguagem e apresentando ao público um dos poucos momentos no cenário carioca dedicados exclusivamente à arte da performance.
Durante o dia 28 de junho de 2008 o Barracão Maravilha receberá 15 performers convidados, promovendo um grande encontro entre estudantes, artistas e interessados na linguagem. Artistas:

Bianca Bernardo - Casulo

Chuva de Nanquin - Greve da Indústria do Entretenimento -Instantâneos
Réquiem
Daniella Mattos e Alexandre Sá - Xeque-Mate

Gabriela Mureb - Ponto de Vista/Ponto de Fuga

Kristofer Paetau - Le Déjeuner Sur L'Herbe - Hommage to Edouard Manet
Kiez Avantgarde Kunstschule, part II: The Punishment

Marcia Abrel e Rebeca Rasel - Sutura

Nadam Guerra - Paisagem Humana

Pilar Rocha - Perfis Provisórios

Pontogor - Madeira

Raquel Romero - Dolor de Sí, Placer de No

Roga - O Que está contido em Quem?

Rommel Cerqueira - Suor

Sol Providente - Performance Sonora
_______________________________

Mostra Performance
28 de Junho de 2008 - 17h
Barracão Maravilha Arte Contemporânea
Av Gomes Freire 242 - Centro do Rio

Fonte: Divulgação da Universidade Estacio de Sá - Universidart

24.6.08


Ruth Mezeck performando no Rio Artmosfera
Foto de Thomas Kaufman
Para quem não viu a minha performance DIZINBOLSA na sexta feira passada no
Rio Artmosfera, vou repetir agora
na próxima sexta, dia 27. Não vá ou se arrependerá para sempre...

UPDATE: Comunicado do Thomas Kaufman - o performer voador

Queridos Amigos do Rio Artmosfera

Nesta sexta-feira, dia 27 de Junho de 2008 terá o encerramento dessa temporada do Rio Artmosfera no
Art Hostel Rio, Rua Silveira Martins 135, Catete
Dessa vez com mais que 60 artistas participando.

Dois participações especiais: A performance Baldeação do Coletívo Líquida Ação, dirigida por Elo Brantes
e os convidaos especiais o grupo "Conexão Barrulho" de Eduardo Ribeiro
E muito mais atrações, música, performances e obras.

A programação completa está no Blog

http://rioartmosfera.blogspot.com/

No mesmo dia vai ser a despedida do Thomas Kaufmann, que se (temporariamente) retira do Artmosfera e do Rio de Janeiro, para voltar em outubro desse ano.

Aguardamos você
Mauriçio Theo
Thomas Kaufmann
e Artistas e Equipe

23.6.08

PERCEPTOS E AFETOS - A NOBRE ARTE DO PALHAÇO MARCIO LIBAR

Acontece que eu vivenciei, testemunhei muitas das historias narradas em "A Nobre Arte do Palhaço", e agora ao ler o livro, fui tomada por uma estranha, indizível emoção. Eu me estranhava, entrava em outro estado, e não sabia definir o tempo, a duração daquele momento, era só sensações - todas numa única, canalizando para um chôro compulsivo. e que eu logo identifiquei como uma experiência de Corpo sem Órgãos (teoria do Deleuze e Gattari, a partir de Artaud - "Como fazer para si um Corpo sem Órgãos?" em Mille Plateaux. Paris, Minuit, 1980, e tema da minha monografia na FAV). Experienciei esse estado nos relatos mais comoventes para mim, o do Festival de São José do Rio Preto e o nascimento do Cuti.
Novas percepções, cedendo a um processo de vida, criando novos afetos e percepções (perceptos e afetos no que se constitue o ser, a sensação conforme Gilles Deleuze ),ou novas percepções concentradas no percepto e intensificando o afeto.

Estava ainda pensando nesse barato que é se perceber nesse feixe de acontecimentos, e viajando nessa idéia, na tentativa de postar aqui as minhas impressões sobre o livro, quando encontrei por puro acaso (ou seria a sincronicidade do Jung) aqui em cima da mesa de trabalho, um caderno de anotações com esse pensamento do grande historiador inglês Edward Hallett Carr (1892/1982):

"Os fatos não falam por si". Falam quando alguém os aborda, ou seja: os fatos podem ser obrigados a falarem por quem os aborda, e a dizerem o que não podem dizer. Daí que se convencionou chamar de "versões" dos fatos.

E foi assim que na versão do Marcio para os fatos vivenciados por mim, eles falaram o que a minha versão deles até então não tinha alcançado em toda a sua dimensão, plenitude e grandeza. Proezas desse novo escritor. Aliás, esse danadinho, é um escritor nato.

AS MANHAS E ARTES DE UM ESCRITOR

"A Nobre Arte do Palhaço" aborda o desenvolvimento da arte circense no País, nas duas últimas décadas. Márcio Libar fala, dos seus mestres - do saudoso Nani Colombaioni - parceiro de Felini ao Palhaço Xuxu um dos fundadores da Intrépida Trupe e que influenciou toda uma geração na arte da palhaçaria, entre outros nomes importantes da arte circense nacional e internacional.

Esse livro impressionou-me profundamente pela generosidade do autor na exposição da sua vida pessoal e artística sem meias verdades,inteiro, nobre, bufão, palhaço, despudoradamente humano. Misturando sua vida pessoal com a vida de artísta, e muitas vezes de uma inesperada sinceridade ao narrar fatos de sua vida pessoal. E em outras, passa com a maior propriedade, de um estilo de narração refinado, e com uma reflexão intelectualmente sofisticada, ao mais escatológico dos comentários.

Até arrisco palpitar que ele traz para a linguagem literária, as técnicas da arte circense, na linguagem do palhaço, do bufão, da clownaria, da comédia, etc. arrancando boas gargalhadas do leitor.
Eu rí muito das cenas engraçadas, com a piada no tempo certo. Um Mestre.

Esse livro é leitura obrigatória não só para os artistas circenses, do teatro, da dança, para pesquisadores, etc. mas para todo o tipo de público. É uma historia real de vida, de arte, de movimento de um palhaço do século 21.



EM TEMPO:
Em temporada especial para divulgar seu primeiro livro, "A Nobre Arte do Palhaço", Márcio Libar apresenta o espetáculo "O Pregoeiro", todas as terças, às 21h, na Choperia Parada da Lapa.
Lá você encontra bom chopp, literatura e teatro numa tacada só! Quem já viu, leve os amigos! Quem já viu e não tem o livro... vá ver de novo e compre o livro! E quem estiver a fim de tomar um chopp, é só aparecer! Você escolhe como pagar o ingresso: R$30,00 (livro + espetáculo) ou R$ 15,00 (somente espetáculo).
A Choperia Parada da Lapa fica bem em frente aos Arcos da Lapa. Rua dos Arcos, 24, na Fundição Progresso. Para entrar na lista amiga, basta ligar para 2548-4339 ou 9359-0398.

20.6.08

DIZINBOLSA no RIO ARTmosfera

Pois é, queridos, estarei apresentando hoje a minha performance das bolsas.
Espero vocês lá no Rio Art Hostel, a partir das 20 hs. na Rua Silveira Martins, 135 - no Flamengo.
Todas as sextas feiras de junho vem rolando o coletivo de Arte Rio Artmosfera na produção artística do Thomas Kaufman - artista plastico e performer voador.
Para saber mais sobre o RIO ARTmosfera, na Revista Rio Show do jornal O GLOBO de hoje, tem uma reportagem especial intitulada Pintando o sete no velho casarão assinada pelo antenado reporter João Sette Camara.
Visitem o blog do RIO ARTmosfera, onde tem todos os detalhes das festas e um texto e fotos do Dizinbolsa.

O performer voador e a Noiva Açougueira
Ontem, na inauguração do CABARET CRU, em Botafogo, (para quem não sabe, fica na Rua São João Batista, 14 no PISTA 3), Thomas Kaufman, o anfitrião, produtor e apresentador do Cabaret, junto com a Noiva Açougueira, voou - literalmente, de cima de uma das mesas no fundo da platéia para a frente do palco, onde a incrível, a indizível Luiza Baratz se apresentava com a Banda Anfitriã. Surreal.
Aliás, meus queridos, vocês vão ouvir falar muito dessa banda que tem no vocal a Noiva Açougueira - agora vegan, segundo declarações da própria aos seus fãs e admiradores que lotaram ontem o mais novo point descolado da city.

14.6.08


PETER BROOK NO RIO COM SAMUEL BECKETT
Na quinta, sexta, sabado e domingo, de 26 a 29 do mês em curso,o Theatre des Bouffes du Nord, com sede em Paris, dirigido por Peter Brook vai estar apresentando três peças curtas de Samuel Beckett, "Fragments", no Teatro I do CCBB. Milagres existem. Mas eu só vou acreditar nesse milagre com os meus ingressos na mão.

Trata-se de montagem integrante do Festival de Teatro de Londrina,o FILO que este ano comemora 40 anos reunindo artistas da cidade e da região, grupos de renome nacional e mostra internacional de artes cênicas.

"FRAGMENTS" reúne cenas inspiradas em textos curtos de Samuel Beckett: o encontro do músico cego e o morador de rua em cadeira de rodas, que alcançam a condição de mútua dependência rabugenta; o drama sem palavras de duas personagens que oscilam entre a desconcertante alegria e a obstinada tristeza; a história de três idosas sentadas num banco de parque, reféns de uma situação: quando uma sai, as outras compartilham um segredo sobre ela. Ou ainda a mulher embalada na cadeira de sua mãe morta, escutando o som da própria voz enquanto gradualmente se despede da vida.

Essa notícia saiu na coluna do Macksen Luiz, quinta-feira, no Jornal do Brasil. Assim que eu lí tão auspiciosa notícia telefonei para o CCBB, e fui informada que os ingressos para a temporada estarão disponibilizados, a partir de terça-feira, dia 17. . Vou madrugar na fila. Para os espetáculos do Eugenio Barba no ano passado eu cheguei as sete da madruga e a fila já era considerável.

Teatro I
26 a 29 de junho
Quinta a domingo - 19h30
Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB
Rua 1o. de março 63
Tel. 3808-2020
Ingressos á venda a partir de terça-feira, dia 17 de junho

25.5.08


A NOBRE ARTE DO PALHAÇO por Márcio Libar - o Pregoeiro.
Por favor confirmem a presença com a produtora
Giulianna pelos tels.2548-4339 / 9359-0398
"É muito importante a confirmação, devido ao espetáculo O Pregoeiro,
ressalta a produtora executiva da efeméride.
Portanto, fiquem espertos porque a festa promete.
O livro é um luxo a começar pelo projeto gráfico e a capa muito bem bolada.
Além do mais é leitura obrigatoria não só para os circenses, mas para o público
em geral. Não fora o Márcio Libar um dos maiores mestres da nobre arte circense no nosso País.
Aqui no Guerrilha Aberta uma ótima entrevista com o Márcio.

Antologica entrevista com o palhaço do século XXI na Escolinha de Arte do Brasil
Aproveito a ocasião e recomendo uma entrevista com o Márcio Libar na revista ARTE & EDUCAÇÃO n. 28, de janeiro desse ano, comemorativa dos 60 anos da Escolinha de Arte do Brasil, na série "Encontros", falando sobre o tema "As Artes Cênicas e a Arte".
Em cinco páginas da revista, o entrevistado num grande momento de inspiração, sabedoria, humildade, generosidade, falando de arte,internet, ele disse:
...A humanidade ainda vai sentir falta do toque ,(a Mestra Angel Vianna vai amar essa). Sobre educação e arte:
...Está mais do que provado que nestes últimos vinte anos as maiores experiências de educação se deram fora da escola, em projetos sociais onde o circo está presente, a percussão está presente, o teatro, a dança e a capoeira. Porque não tem capoeira na grade de educação física no Brasil? Por acaso a capoeira é deseducadora? A capoeira é uma aula de liberdade! E a ginástica circense? Malabares educa os sentidos e a coordenação motora. Sobre palhaços e palhaçarias:
... Eu costumo pensar o palhaço, não como se ele fosse um personagem do mundo do circo, nem sòmente do teatro, mas sim como um arquétipo da humanidade.
... No geral todos os seres humanos são idiotas disfarçados de espertos. Todo o mundo num determinado momento se sensibiliza com algo, se comove com a diferença, sente medo, ou não tem a coragem que se esperava que tivesse, mas se disfarçarmos isso bem pode ser que a gente sobreviva. No geral é assim que pensamos. A culpa cristã também tem um belo papel como reguladora da nossa espontaneidade.
Os entrevistadores foram o presidente da EAB, Orlando Miranda, a professora Moema
Quintanilha e Eliane Maria.
E não vou adiantar mais nada, corram atrás da revista seus paspalhos !
O telefone da Escolinha de Arte do Brasil é o 2 2 9 5 - 4 8 9 8.

A revista tem ainda nesse número 28 as memórias do Augusto Rodrigues - o criador da Escolinha de Arte do Brasil, Luiz Áquila, falando sobre Artes Plásticas e Educação e a professora Maria Dolores Coni Campos falando sobre "A leitura e a arte educação".

Orlando Miranda é o cara!
E o n.28, traz ainda uma entrevista com Orlando Miranda, o presidente da EAB, há 22 anos, tendo como entrevistadores o professor Jader Britto, a professora Helena Trigo, a Mestra Moema Quintanilha - arte educadora e arte terapeuta, e a Dra. Claúdia Camanho, advogada, pós graduada em gestão cultural, e advogada da Fundição Progresso.
Orlando Miranda tem uma longa, intensa e profícua trajetoria nas artes cênicas - como diretor do SNT foi o ganhador Prêmio Molière/1976 na Categoria Especial, em reconhecimento pelo seu trabalho, entre outras não menos importantes atuações na área. É um nome reverenciado de norte a sul do País pela sua comovente dedicação à
arte, à cultura e a educação no nosso País. Além da presidencia da EAB, entre outras atividades, ele está também no Conselho Administrativo da SBAT, marcando com empenho e arte a sua presença nessa instituição.

Fonte de pesquisa: revista Arte&Educação - edição comemorativa aos 60 anos da Escolinha de Arte do Brasil - n. 28 - janeiro de 2008.

22.5.08

Do Rio para o Mundo

O Teatro de Anônimo, que em 2007 comemorou seus 20 anos viajando por todo o País, depois de quase um ano sem apresentar espetáculos no Rio de Janeiro, está de volta para duas únicas apresentações nesse fim de semana. Em parceria com a ONG Crescer e Viver, vai apresentar nessa sexta e sábado às 19hs, os espetáculos Tomara que não chova e Roda Saia Gira Vida, na Lona de Circo Crescer e Viver, na Praça Onze á Rua Benedito Hipólito s/n. em frente à Estação do Metrô e o Sambódromo. Amplo estacionamento no local.

E no mês de junho, antes do início do Projeto Incubadora de Gêneros Populares, o grupo realizará mais uma maratona com os espetáculos Roda Saia Gira Vida, Tomara que não chova e Intermezzo, agora pela Noruega e Espanha.
5 a 7 de junho - 3ª Edição do Festival Internacional de Rua “Folk i Gata” - Noruega

10 a 15 de junho – Festival Internacional de Teatro de Actor em Cuenca - Espanha

17 a 18 de junho – 14ª Edição do Porsgrunn International Theatre Festival PIT’08 - Noruega
28 de junho – Festival em Burgos - Espanha

E mais informes do grupo:

E atenção!!! Dia 27 de maio, apartir das 19h, Márcio Libar, nosso irmão, fundador e ex-integrante do grupo, lançará o livro A NOBRE ARTE DO PALHAÇO, no Parada da Lapa, Fundição Progresso. O livro é emocionante, vale a pena conferir!!!

Valeu João Carlos Artigos. Falou tá falado e blogado aqui.

18.5.08






Coletivo Liquida Ação - o povo da água, em Ouro Preto

Os atuantes do Coletivo Líquida Ação (ver fotos e textos de "Arte á Venda" logo abaixo aqui no blog) apresentaram no domingo passado, uma intervenção no Chafariz Cine Vila Rica, Praça Reinaldo Alves de Brito, centro de Ouro Preto, como convidados da IV Semana de Artes da Universidade Federal de Ouro Preto. O Coletivo Líquida Ação, mostrou um work in process intitulado Baldeação, com direção de Eloisa Brantes. Como se pode ver nas fotos o povo da água fez bonito e o público gostou da peformance aquatica.

A IV semana de artes da UFOP, um evento multimia intitulado "Miscelânea" durante uma semana teve debates, oficinas, performances, cinema, música, teatro. dansa, etc. propondo uma discussão sobre a “estética contemporânea”, tendo essa como principais questões a fusão de linguagens, a aproximação da arte ao grande público, as principais correntes artísticas atualmente em vigor e, principalmente sobre a existência, ou não, de tal “estética contemporânea”.

17.5.08


sobreSaltos da artista plastica e bonequeira Roselane Pessoa.

Dizinbolsa, eu performando e um espectador bem próximo. Foto: Lucas Nascimento

Performando no Parque Lage
Sábado passado, dia 10 de maio, eu estava performando no Parque Lage, e devo declarar que em mais de três décadas de militancia artística na área de artes cênicas, foi a minha estréia na área de artes visuais.
O público (muito especial) assíduo dos eventos da Escola de Artes Visuais-ParqueLage foi bem numeroso, apesar da chuva que caiu nessa tarde, e para a minha surpresa - insegura com o resultado desse trabalho, acompanhou atentamente, seguindo todo o trajeto da minha performance dentro ParqueLage. Gostei da brincadeira, e tanto que vou continuar lá na EAV no próximo curso. Ainda falarei muito disso aqui no blog.

O evento ObjetoPerformance na EAV-Parque Lage, no encerramento da oficina ministrada por Nadam Guerra, com alunos e artistas convidados,
teve a seguinte programação:

- Alexandre Sá Me & Mi - Art since 1900 (da série Livros)
O conjunto quase infinito de conceitos presentes no livro Art since 1900 serve de ponto de partida para a contação de histórias que o performer faz com seu mais novo parceiro.

- Amélia Sampaio Ici
A artista se fecha em uma bolha plástica utilizando a costura e vedando seu contato com o mundo exterior. Sua permanência tem a duração do suportável nesta "cápsula", que é rompida pela própria artista quando lhe falta o ar.

- Carol Chediak princesa (in)permanente
videoperformance. "...e quando chega o fim ela se reinventa."

- ChuvaDeNanquim Instantâneos
Doze montes de farinha sobre um plástico preto recebem a impressão do rosto das três participantes. A ordem dessas operações, a disposição ordenada dos montes, as entradas e saídas, tudo é pensado com antecedência e cria uma espécie de liturgia em que a identidade se serializa.

- Daniela Mattos Procurar/Achar
A repetição e a escrita são dispositivos de busca do outro nesta performance. Uma procura que se finda e recomeça durante a grafia das palavras em uma bobina de papel.

- Daniel Toledo planta o pé!

- Doreen Mehner Kokon
Transformação através de metamorphose.

- Michele Campos rio
Corrente de tempo e de memória.

- Rommel Cerqueira Suor
Um corpo é levado à exaustão e à sudorese através de exercícios; a coleta, seguida do armazenamento, desse suor, em ritmo constante, acaba por gerar um relicário humano que caminha para sua composição total na medida em que o recipiente vai sendo preenchido.

- Roselane Pessoa sobreSaltos
Registro fotográfico de um diálogo corporal. Na ação foi utilizada uma marionete de fio e teve como ponto de partida um texto de autoria da artista.

- Ruth Mezeck Dizinbolsa
Memoria, identidade, autenticidade e representação. "As coisas têm sua vida. É o que eu sempre digo, as coisas têm uma vida...", Samuel Beckett.(Dias Felizes)

12.5.08


Estão todos convidados para assistir na quarta, dia 14, das 19 as 22hs. no SESC-TijucaII, o Amir Hadad "falando tudo" no CEAE-Centro de Estudo Experimental e Artístico, coordenado pela Ana Kfouri.
Esse encontro promete. Não venha ou se arrependerá para sempre.

Eleutheria
Para quem não sabe o CEAE, é um espaço dedicado à experimentação e à investigação artística e que está entrando no seu oitavo ano de atividades. Desde o ano passado, eu tenho o privilégio de participar do projeto CEAE, na oficina O Jogo de Beckett,coordenada pela atriz, diretora, pesquisadora Isabel Cavalcanti - uma das maiores autoridades da obra de Samuel Beckett no nosso País. Estudiosa da obra de Beckett desde 1998, ela foi tambem a curadora dos eventos comemorativos Cem Anos Beckett aqui no Rio - Oi Futuro.
No ano passado levamos "Todos os que caem", peça radiofonica de Samuel Becket (texto
e fotos aqui no blog). E esse ano sob sua direção, já iniciamos os estudos e começam os ensaios de ELEUTHERIA, a primeira peça escrita por Beckett. Falarei muito disso aqui no blog.

4.5.08


Homenagem ao Mestre Klauss Vianna
Na próxima terça-feira, dia 6 maio, no SESC-Copa,Sala Multiuso, a partir das 20 hs. lançamento do site e do projeto Klauss Viana. O evento já aconteceu em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador, no mês passado, com a presença da Mestra Angel Vianna. Paula Grinover é a responsável pela criação do projeto.
Estão todos convidados, especialmente o povo da Angel.

3.5.08


Objeto Performance
É com muito prazer e alegria que eu venho convidar vocês para a minha performance no próximo sábado, dia 10 de maio, das 14 às 17hs., na Escola de Artes Visuais - Parque Lage, quando será apresentada uma mostra de trabalhos dos alunos da oficina de performance e de artistas convidados, encerrando o curso Objeto Performance, ministrado por Nadam Guerra. Entrada franca.

A oficina de dois mêses, março e abril, teve como objetivo pesquisar na prática, corporalmente e coletivamente, as possibilidades expressivas de performances baseadas em objetos, formas e outros materiais, criando ações para o desenvolvimento de linguagens pessoais híbridas com diversas abordagens da performance como arte.

A mostra estará celebrando o início do curso, dia 5 de maio, Arte Viva: encontros, vídeos, corpos e outros dálogos com Alexandre Sá, Daniela Mattos e Nadam Guerra, no dia 5 de maio, na Escola de Artes Visuais - Parque Lage.

Objeto Performance
Mostra de trabalhos da oficina de performance e convidados

Alexandre Sá
Amélia Sampaio
Carol Chediak
Chuva de Nanquim
Daniela Mattos
Daniel Toledo
Doreen Mehner
Gabriel Leirbag
Michele Campos
Rommel Cerqueira
Roselane Pessoa
Ruth Mezeck

Organização: Nadam Guerra

EAV Parque Lage
Sábado 10 de maio, das 14 às 17h
Entrada franca.
Rua Jardim Botânico 414, Rio de Janeiro
Tels. 2538-1091/1879