Seguidores

25.5.08


A NOBRE ARTE DO PALHAÇO por Márcio Libar - o Pregoeiro.
Por favor confirmem a presença com a produtora
Giulianna pelos tels.2548-4339 / 9359-0398
"É muito importante a confirmação, devido ao espetáculo O Pregoeiro,
ressalta a produtora executiva da efeméride.
Portanto, fiquem espertos porque a festa promete.
O livro é um luxo a começar pelo projeto gráfico e a capa muito bem bolada.
Além do mais é leitura obrigatoria não só para os circenses, mas para o público
em geral. Não fora o Márcio Libar um dos maiores mestres da nobre arte circense no nosso País.
Aqui no Guerrilha Aberta uma ótima entrevista com o Márcio.

Antologica entrevista com o palhaço do século XXI na Escolinha de Arte do Brasil
Aproveito a ocasião e recomendo uma entrevista com o Márcio Libar na revista ARTE & EDUCAÇÃO n. 28, de janeiro desse ano, comemorativa dos 60 anos da Escolinha de Arte do Brasil, na série "Encontros", falando sobre o tema "As Artes Cênicas e a Arte".
Em cinco páginas da revista, o entrevistado num grande momento de inspiração, sabedoria, humildade, generosidade, falando de arte,internet, ele disse:
...A humanidade ainda vai sentir falta do toque ,(a Mestra Angel Vianna vai amar essa). Sobre educação e arte:
...Está mais do que provado que nestes últimos vinte anos as maiores experiências de educação se deram fora da escola, em projetos sociais onde o circo está presente, a percussão está presente, o teatro, a dança e a capoeira. Porque não tem capoeira na grade de educação física no Brasil? Por acaso a capoeira é deseducadora? A capoeira é uma aula de liberdade! E a ginástica circense? Malabares educa os sentidos e a coordenação motora. Sobre palhaços e palhaçarias:
... Eu costumo pensar o palhaço, não como se ele fosse um personagem do mundo do circo, nem sòmente do teatro, mas sim como um arquétipo da humanidade.
... No geral todos os seres humanos são idiotas disfarçados de espertos. Todo o mundo num determinado momento se sensibiliza com algo, se comove com a diferença, sente medo, ou não tem a coragem que se esperava que tivesse, mas se disfarçarmos isso bem pode ser que a gente sobreviva. No geral é assim que pensamos. A culpa cristã também tem um belo papel como reguladora da nossa espontaneidade.
Os entrevistadores foram o presidente da EAB, Orlando Miranda, a professora Moema
Quintanilha e Eliane Maria.
E não vou adiantar mais nada, corram atrás da revista seus paspalhos !
O telefone da Escolinha de Arte do Brasil é o 2 2 9 5 - 4 8 9 8.

A revista tem ainda nesse número 28 as memórias do Augusto Rodrigues - o criador da Escolinha de Arte do Brasil, Luiz Áquila, falando sobre Artes Plásticas e Educação e a professora Maria Dolores Coni Campos falando sobre "A leitura e a arte educação".

Orlando Miranda é o cara!
E o n.28, traz ainda uma entrevista com Orlando Miranda, o presidente da EAB, há 22 anos, tendo como entrevistadores o professor Jader Britto, a professora Helena Trigo, a Mestra Moema Quintanilha - arte educadora e arte terapeuta, e a Dra. Claúdia Camanho, advogada, pós graduada em gestão cultural, e advogada da Fundição Progresso.
Orlando Miranda tem uma longa, intensa e profícua trajetoria nas artes cênicas - como diretor do SNT foi o ganhador Prêmio Molière/1976 na Categoria Especial, em reconhecimento pelo seu trabalho, entre outras não menos importantes atuações na área. É um nome reverenciado de norte a sul do País pela sua comovente dedicação à
arte, à cultura e a educação no nosso País. Além da presidencia da EAB, entre outras atividades, ele está também no Conselho Administrativo da SBAT, marcando com empenho e arte a sua presença nessa instituição.

Fonte de pesquisa: revista Arte&Educação - edição comemorativa aos 60 anos da Escolinha de Arte do Brasil - n. 28 - janeiro de 2008.

Nenhum comentário: