Seguidores

13.11.08


Quintas do Parangolé na Fundição

Recebi da divulgação dos paspalhos do Teatro de Anonimo, recomendo com louvor e passo adiante o parangolé!

"As noites de quinta não serão mais as mesmas! Então, quem perdeu a estréia, tem mais uma chance de desfrutar da noite mais completa e animada da Lapa, música, circo, dança, teatro, boa comida, cerveja Devassa e convidados pra lá de especiais, agitam o Pavilhão Teatro de Anônimo, na Fundição Progresso.
NOITES DE PARANGOLÉ!!!
E nesta noite o convidado super especial será o cantor RODRIGO MARANHÃO. Não percam!
Serviço:
Toda quinta a casa abre às 19hs e o show começa às 20h
Espaço Teatro de Anônimo
Rua dos Arcos,24 Lapa - RJ (Fundição Progresso)
Valor: R$ 20,00(inteira)
R$ 10,00 meia ou lista amiga
R$ 15,00 com filipeta
Sujeito a lotação do espaço
" Tel.21/2240-0930/8635-0997

9.11.08


Fragmentos da minha performance "Dizinbolsa" no Circo Voador.


Performance na escada em caracol projetada pelo arquiteto Oscar Niemmeyer
para o Teatro Popular de Niteroi.

1.11.08

UPDATE
AMBIENTE de Beckett

Fui à estrèia do Panorama de Dança no Teatro João Caetano. Os seus 1222 lugares estavam ocupados pelo povo da dança, do teatro e áreas afins, mais o público comum que frequenta o João Caetano.

Maguy Marin, a coreógrafa e bailarina francêsa que criou o grupo, em 1978, trouxe ao festival o seu último trabalho, UMWELT (que significa AMBIENTE) considerado pela crítica mundial uma obra prima.
UMWELT é inspirado no teatro de SAMUEL BECKET (1906-1989), assim como foi "May B", outro espetáculo da Cie. Maguy Marin.

Estudiosa e pesquisadora de Beckett, assistí maravilhada a transposição para a dança contemporânea das idéias de Samuel Beckett - dramaturgo irlandês autor de "Esperando Godot", foi também poeta, novelista, tradutor, ensaista, diretor teatral e o ganhador do Premio Nobel, em 1969.

A maturidade do grupo e a intimidade que demonstra com o pensamento de Beckett está no palco em ações simples do cotidiano consegue passar o vazio da existencia.
O som repetitivo, tenso e monótono, o vento intermitente e o cenàrio com as duas fileiras de espelhos (lindo) criaram o clima, l'ambiance beckettiana. E aos poucos vão surgindo as referencias explícitas às suas peças como Ato sem palavras I (Sergio Brito iria adorar), Esperando Godot, a personagem Winnie de Dias Felizes, Comédia, Catastrofe, na cena final.

Aplaudi em pé, ao gritos de bravo (com pronúncia francesa, exibida que só)! No final, metade da platéia tinha ido embora, e a outra metade que ficou aplaudia com reservas, mas levantaran no final para aplaudir os bailarinos ao som de muitos bravos.
UMWELT é o tipo de trabalho que ou você embarca na proposta e viaja para chegar a algum lugar ou a lugar nenhum, ou levanta e sai nos primeiros minutos. Voilá.


UMWELT- Samuel Beckett na dança contemporânea
A Cie. Maguy Marin está de volta ao Brasil. Considerado pela crítica mundial uma obra prima, Umwelt é inspirado em textos do irlandês Samuel Beckett e aborda a falta de significado e expressão na existência humana. No palco, em meio a duas fileiras de espelhos em posições alternadas, os intérpretes aparecem e desaparecem representando atos corriqueiros como lavar o chão ou embalar um bebê. O público acompanha as ações típicas do dia-a-dia de qualquer pessoa numa seqüência entrecortada pelos espelhos, que tomam conta da extensão do palco. Umwelt é um espetáculo visual impactante com cenário surpreendente.

A dança contemporânea toma conta do Rio de Janeiro até o dia 9 de novembro, na 17ª edição do Panorama de Dança. O festival traz para a cidade artistas de quatro continentes, com espetáculos de graça e a preços populares (o mais caro custa R$16, e o mais barato R$ 3).

Ao todo serão 70 apresentações com a participação de 35 companhias nacionais e internacionais. Assim como nos anos anteriores, o Panorama irá a bairros da Zona Sul e Centro, além de Zona Norte e da Baixada Fluminense.
Nos espaços no entorno da Praça Tiradentes e nas estações do Metrô Rio, as apresentações serão gratuitas. Uma novidade será um novo espaço de convivência, a Sala das Machinas, no prédio do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), no Flamengo, Zona Sul do Rio, onde haverá instalações, palestras e espetáculos, além da videoteca do festival e outras atividades e festas.

Além da Cie Maguy Marin, o japonês Yuzo Yshiyama, o argentino Edgardo Mercado, o carioca Bruno Beltrão de Niteroi, o português Tiago Guedes, o iraniano Hooman Sharifi, a sul-africana Nelisiwe Xaba, a cia italiana Deja Donné e o suíço Thomas Hauert.

Entre as companhias cariocas cariocas, o novo e já disputado na Europa “H3”, de Bruno Beltrão, e os novos trabalhos de Cristina Moura e Ricky Seabra. Ainda entre os brasileiros, a baiana Dimenti traz seu escracho inédito para o Rio e o coreógrafo mineiro Mario Nascimento apresenta estréia sua nova criação.
Clique aqui para conferir a programação completa com preços e locais dos espetáculos no site do festival

Mais video do "UMWELT" - un cadeau pour vous et pour moi.