Seguidores

9.5.09


STILL NO TEATRO SERGIO PORTO
Estreou ontem (8/05), o espetáculo do bailarino e coreografo Gustavo Ciriaco Still - sob o estado das coisas no Espaço Cultural Sérgio Porto, e vai até o dia 17 de maio, e depois no Centro Coreografico de 22 a 24 de maio. O trabalho, ganhador do Prêmio APCA 2007, é inspirado na idéia de still life (natureza morta) retrata objetos da vida cotidiana na ausência do homem, explorando a relação entre presença e ausência.
"Still - sob o estado das coisas", convida os espectadores a mergulhar em diferentes registros de presença que podem se estabelecer entre as duas esferas de uma cena: a do performer e a daquele que o vê. Inspirados inicialmente no universo da still life (natureza morta), onde objetos da vida cotidiana são retratados na ausência do homem, os criadores foram atraídos pelo tipo de presença humana suscitada por esses rastros, “uma espécie de vida em suspensão”.
Still propõe, dentro de um contexto imersivo, uma nova convivialidade, para provocar e fazer refletir sobre as diversas camadas de presente e presença a que estamos submetidos diariamente e a todo instante na época contemporânea.
Gustavo Ciríaco, em continuidade ao diálogo já estabelecido com as artes plásticas em peças anteriores, traz para a pesquisa coreográfica o uso de procedimentos caros à sua atualização nas artes visuais, em particular na vídeo-arte.
O espetáculo chega ao Rio depois de uma bem sucedida carreira em São Paulo, onde
ganhou um dos mais importantes premios do País, o Prêmio da Associação Paulista de Criticos de Arte - APCA.
E, essa blogueira que teclando vos fala, conhece o trabalho do Gustavo, desde os tempos de aula na Angel, e depois de formado, quando ele fazia a dupla Kelzwits com o Fred (Frederico Paredes). Isso posto, quero dizer´postado, recomendo sem reservas.

De 8 a 17 de maio no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Rua Humaitá, 163. Telefone: 2266 0896. Sexta e domingo, às 20h e sábado, às 20h30.
De 22 a 24 de maio no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, Rua José Higino, 115. Telefone: (21) 2570-1247. Sexta, às 20h30. Sábado e domingo, às 20h.


Fonte: revista digital i-dança.

Nenhum comentário: