Seguidores

14.3.09


Parte interna do Memorial de Curitiba

Parte externa do Memorial de Curitiba

QG DO FESTIVAL

"QG do Festival" é como está sendo chamado o imponente espaço do Memorial de Curitiba, localizado na parte historica da cidade, contrastando com as muitas construções antigas. Estive em Curitiba na semana retrasada, quando fui conhecer o teatro onde vou me apresentar. Amei. O Espaço Cultural FALEC o teatro mais charmoso e confortável da cidade, disseram algumas pessoas da clase teatral.

E, na ocasião, fui conferír in loco a beleza do lugar e a grande movimentação do pessoal da coordenação do festival que já está ocupando todo o terceiro andar do Memorial, alguns festivaleiros e o publico que circula pelo espaço do Memorial. A cidade de Curitiba já está no clima do festival com cartazes espalhados por toda a cidade. Estive também no terceiro andar do Shopping Mueller com as filas movimentadíssimas para a compra de ingressos para o festival. E lá fiz minha propaganda boca a boca com as simpaticas meninas da recepção e coloquei lá os folders de Dizinbolsa.

Inaugurado em 1996, o Memorial da Cidade é um espaço dedicado à memória, às artes e à cultura de Curitiba. Nesse espaço, o público pode assistir a apresentações cênicas e musicais, ver exposições de arte, assistir a palestras ou participar de cursos sobre arte e cultura.

PS. Na minha chegada ao Memorial, ainda no térreo, fui carinhosamente recepcionada pelo Fernandinho. Ele é descendente de índios guaranís, funcionário e uma espécie de relações publicas do Memorial, com historias incríveis para contar. Uma pessoa interessantíssima, amigo do escultor Franz Krazberg de quem foi hóspede na árvore-casa do Krazberg na Bahia.

Diga lá ...
Figurino e Cena
O vizinho blogueiro PAULO VINICIUS, ator, figurinista e cenografo radicado no Paraná, mandando bem sobre o Festival de Curitiba. No seu blog Figurino e Cena, ele entrevista diretores e atores do Paraná que indicam os seus melhores espetáculos da Mostra 2009. Alto nível dos entrevistados e do entrevistador. Vale uma conferida.

13.3.09

BECKETT, ISABEL CAVALCANTI E UM GRANDE ATOR

A Revista de Teatro da SBAT n. 520 setembro/outubro/2008 que ainda está nas bancas ou pode ser adquirida também na sede da SBAT ou pela internet, publica o excelente artigo da diretora Isabel Cavalcanti (uma das maiores autoridades em Beckett no País). Nesse artigo intitulado "Beckett, Rembrandt e um grande ator" ela relata os processos da direção das duas peças de Samuel Beckett A ultima Gravação de Krapp e Ato sem Palavras I, interpretadas pelo ator Sergio Britto, atualmente em cartaz no SESC Ginastico.
Reproduzo aqui algumas partes dessa entrevista:

"Certa vez, Beckett afirmou só haver um tema em sua vida:"De um lado para o outro na sombra, da sombra de fora para a sombra de dentro. De um lado para o outro, entre o inatingível ser e o inatingivel não-ser". O espetáculo segue este percurso.

Durante os ensaios observei que o corpo de Sergio Britto era um corpo sem vaidades, desarmado, sem defesas. Um corpo com um sentido de desproteção muito forte. Como as personagens de Beckett. A vida sem disfarces. Meu intuito, então, era alcançar uma sutileza de interpretação tão intensa e sem excessos quanto o despojamento daquele corpo. Trazer a sua interpretação para o rés do chão, abandonar uma possivel solenidade para que a humanidade do teatro de Beckett aparecesse. Seria necessário ao ator desfazer-se de composições, artificios, truques...

Foi aí que a magica se deu: o grande ator revelou-se o grande artista, capaz de desaprender. Porque a genialidade do grande artista é a habilidade extrema em desaprender. Sergio aceitou todos os desafios sem resistencia. Atirou-se ao processo de criação com desprendimento e paixão raros. Foi abandonando pelos caminhos suas redes de proteção. Trabalhamos arduamente para alcançarmos a simplicidade. E creio que chegamos a ela."

SERGIO BRITTO e SAMUEL BECKETT, AGORA NO TEATRO GINASTICO

Sergio Britto reestreia hoje, em curtíssima temporada que vai até o dia 5 de abril no Teatro Ginastico, A ÚLTIMA GRAVAÇÃO DE KRAPP e ATO SEM PALAVRA I, dois textos de Samuel Beckett. O espetaculo dirigido pela atriz e diretora Isabel Cavalcanti rendeu ao ator o Premio Shell 2009 de Melhor Ator e o Prêmio Faz Diferença conferido pelo GLOBO.

O espetáculo fez uma temporada de três meses no Oi Futuro, um teatro pequeno, mais intimista, e enfrenta agora um teatro maior e com outro tipo de publico alvo. Mas o intrépido ator aceita o desafio e declara ao Mestre Mauro Ventura na ótima entrevista no GLOBO de hoje: "quem puder rever vai ter surpresas"

Não preciso dizer que é imperdível. Não vá ou se arrependerá para sempre...
Atenção povo da UNIRIO, Martins Pena, CAL e estudantes de teatro em geral fiquem espertos se ainda não viram... uma aula de teatro pelo melhor ator do Brasil na contemporaneidade.

A "Última Gravação de Krapp, um escritor grava os acontecimentos marcantes do ano que passou e escuta passagens de anos anteriores. Em "Ato sem Palavra I", um personagem num deserto tenta, em vão, matar sua sede.

TEATRO SESC GINASTICO - Av Graça Aranha, 187 Centro Rio de Janeiro
De sexta a domingo às 19,30 hs. R$ 5 (comerciarios) e R$ 20.
Até 5 de abril. Tel. 2279-4027
Aqui a lista dos participantes e a compra de ingressos para o Festival de Curitiba
Diga lá...