Seguidores

28.8.09

Encerramento do Ciclo de Leituras no Teatro Princêsa Isabel

Na próxima segunda-feira, dia 31 de agosto, às 20 horas no Teatro Princêsa Isabel, a última leitura do I CICLO DE LEITURAS CHIQUINHA GONZAGA, com a leitura dramatizada da peça de autoria do ator, autor e diretor Sérgio Fonta, FLAGRAMENTOS (À LUZ DA DOCE PRIMAVERA), com direção de Bruce Gomlevsky. No elenco, Ednei Giovenazzi, Ivone Hoffman e Otto Jr. Esse elenco promete!
Assistí algumas dessas leituras e pude constatar o real interesse do público - nem falo da chamada classe artística, mas do público comum, aquele que não costuma frequentar os teatros da city porque não tem grana suficiente para bancar uma simples ida ao teatro.
O Orlando Miranda, dono do Teatro Princêsa Isabel, presidente da Escolinha de Arte do Brasil, entre outras atividades na área da arte e educação, e um dos maiores empreendedores culturais do País, já está agitando uma publicação dos textos lidos no Ciclo, todos inéditos, em CD e livro no projeto chamado "Ouvir e Ler". Isso é Orlando Miranda, como diria o Perfeito Fortuna.

24.8.09

Nunca percam o agora
Jorge Luis Borges, o maior escritor argentino, falecido em 1985, aos 86 anos, passa uma lição de vida, dando o seu recado em versos.
Quase ao fim da vida, o escritor ditou para a esposa-secretária um texto comovente. Uma espécie de reflexão de quem espera a morte com a consciência de um poeta que sabe que a vida, principalmente, se resume em pequenas coisas. Como o simples ato de andar descalço, contemplar a alvorada e brincar com as crianças.
Se pudesse viver de novo minha vida,
na próxima trataria de cometer erros.
Não tentaria ser tão perfeito, viveria mais frouxo.
Seria mais bobo do que fui;
de fato, levaria a sério só umas poucas coisas.
Seria menos higiênico.
Correria mais riscos, faria mais viagens,
contemplaria mais crepúsculos, escalaria mais montanhas,
nadaria em muitos rios.
Iria a mais lugares desconhecidos,
comeria mais sorvetes e menos vagens,
teria mais problemas reais e menos imaginários.
Fui uma pessoa dessas que viveu
sensata e pacificamente cada minuto
de sua vida; e é claro que tive momentos de alegria.
Mas, se pudesse voltar atrás, trataria de ter somente
bons momentos.
Pois, caso não saibam, disto é feita a vida, só
de momentos. Nunca percam o agora.
Eu era um desses que nunca vão a lugar algum sem um
termômetro, uma bolsa de água quente, um guarda-chuva
e um pára-quedas; se pudesse voltar a viver, viajaria
com menos peso.
Se pudesse voltar a viver, andaria descalço
desde o começo da primavera até o fim do outono.
Andaria de carrocinha, contemplaria mais
alvoradas e brincaria com as crianças, se tivesse
a vida pela frente.
Mas vejam, tenho 85 anos e sei que
estou morrendo.
Jorge Luis Borges

UPDATE: Sincronicidade é isso. Tinha postado esse poema do Borges que eu amo, quando pesquisando outro assunto, descobri por acaso que ele nasceu no dia 24 de agosto, justo a data desse post.
Comente. Deixe aqui a sua deixa
A redescoberta da America, dia 24, penultima leitura do Ciclo de Leituras do Instituto Cultural Chiquinha Gonzaga no Teatro Princesa Isabel - Av. Princesa Isabel, 186 - Loja C – Leme - Rio de Janeiro.
As 20:00 horas, sempre às segundas-feiras e com ENTRADA FRANCA.
A REDESCOBERTA DA AMERICA, texto e Direção: Maria Helena Kuhner.
ELENCO:
Rainha e Cuatemoc, Beatriz Penna.
D.Beatriz: Repórter e Apresentadora: Gina Teixeira
Colombo: Samir Murad
Diretor e Judeu: Ângelo de Matos
Rei e Dr. de Salamanca I: Luiz Osvaldo Cunha
Apresentador, Nobre e Mestre Fines: Marcus Toledo
Dr. de Salamanca II e Padre Marchena: Willian de Paula
Produtor, Dom Antonio Hojeda e burguês: Marcelo Dias
Bobadilla, Roderico e Pinzon: Orlando Caldeira
Hernando e Joven Ator:Johny Erick

18.8.09

O TÁ NA RUA E O TEATRO DE RUA - Semelhanças e diferenças é o título das oficinas sob orientação do professor, ator e diretor Licko Turle, tendo como convidados, Amir Hadad, Alexandre Santini, Chico Couto e Jussara Trindade. Deu para sentir o nível. Pois é queridos, e acrditem, sem ônus - oficina gratuita.
A oficina acontece sempre as quartas-feiras, das 19,00 às 22 hs, e vai se estender até o dia 09 de setembro.
Publico alvo: Arte-educadores, professores da rede pública, estudantes e pesquisadores de teatro, integrantes de grupos de teatro do Rio de Janeiro e do Brasil.
Local: Casa do Tá na Rua – Avenida Mem de Sá, 35, Arcos da Lapa – Rio de Janeiro.
Maiores informações com a Sara pelo telefone 2220-0678.
Mostra Prática de Teatro na UNIRIO começa amanhã e vai até sexta-feira. Gostaria de assistir a programação toda, ótima, mas não dá para mim, e assim selecionei e vou assistir sòmente os absolutamente imperdíveis, para mim:
- "A Órfão do Rei", direção de Zeca Liggiero para o texto do escritor angolano JOSÉ MENA ABRANTES que teve grande influencia no processo de descolonização e na guerra civil de Angola. Ví dele, "Amêsa" um dos melhores espetáculos do Festival de Curitiba. Sexta às 19,30 hs.
- "O Encontro de Solidões" esquete com Lucas Nascimento, ótimo ator, companheiro do Grupo de Estudos de Beckett e fotografo do meu espetáculo Dizinbolsa. Na quinta, às
17 hs.
- "Alguém me viu por aí", pela direção de Vinicius Arneiros, ator e diretor de quem assistí ontem a peça Cachorro! Um dos melhores trabalhos que ví nesse ano corrente. Às 17hs. na sexta-feira.
- "Cabaré de Palhaços" do Henrique Escobar, na quinta-feira às 18 hs.
Confiram a programação aqui. Bom proveito.

17.8.09

Leituras de peça no Teatro Princêsa Isabel
Dando continuidade ao I Ciclo de Leituras do Instituto Cultural Chiquinha Gonzaga, na próxima Segunda, 17 de agosto, às 20 hs.leitura dramatizada da peça BORBOLETAS DE MOLIÈRE, de Hersch Basbaum, com direção de Maria Helena Kühner. No elenco, Beatriz Penna, Gina Teixeira, Angelo de Matos e Marcus Toledo.
Censura: Livre. Entrada franca.

15.8.09

Dezessete anos de Vau da Sarapalha,
Está em cartaz só até amanhã no Teatro Nelson Rodrigues (Caixa Cultural) Av.Chile, 230- sempre às 20 hs. o espetáculo com atores do Grupo Piollin, de João Pessoa, Paraiba,Vau da Sarapalha baseado no conto Sarapalha, de Guimarães Rosa, com adaptação, cenário, iluminação, música original e direção de Luiz Carlos Vasconcelos.
Esta blogueira assiste esse espetáculo desde a sua primeira apresentação no Rio, em 1992, no Teatro Glaucio Gil, quando causou a maior a maior comoção na classe teatral e no público que teve o privilégio de assistir a um trabalho com a excelencia de qualidade do Grupo Piollin. À época, ficou comprovado com Vau da Sarapalha que os melhores espetáculos brasileiros não eram primazia do eixo Rio_São Paulo.
Em 1993, VAU DA SARAPALHA recebe o Prêmio Shell na Categoria Especial. Até a Barbara Heliodora fez entusiasmados elogios ao grupo e, especialmente ao trabalho do ator Servilio Holanda que fazia o cachorro Jiló "um dos mais extraordinários exemplos de criação corporal que temos visto em nossos palcos", em sua crítica no O Globo de 15/12/1992. Concordancia geral e irrestrita desta que vos tecla com a crítica da Heliodora Bárbara. Essa criação do Cachorro Jiló é minha referencia recorrente em trabalhos de corpo do ator.
O espetáculo é apresentado em todo o Brasil e,(esteve em temporada paulista
antes do Rio) mesmo sem fazer longas e contínuas temporadas, permanece em apresentação por dezessete anos.
Drops de Xuxu
Ah, e tem ainda hoje e amanhã às 17 horas, a última apresentação do Palhaço Xuxu. Quem não viu, veja, porque o Luiz Carlos Vasconcelos, o diretor do Piollin e criador do Xuxu, está morando agora em João Pessoa , e sabe-se lá quando teremos essa chance ver o Xuxu novamente.
Drops de A Gaivolta (Alguns rascunhos)
Tive o privilégio de assistir na semana passada o outro espetáculo do Grupo Piollin A Gaivota(Alguns rascunhos) do texto de Anton Tchekhov, dirigido pelo Haroldo Rego com atores do Piollin. O espetáculo foi apresentado com a platéia acomodada em semi-circulo no palco do Teatro N. Rodrigues. Montagem simples, num espetáculo quasi ritual, sugestão de figurinos da época e alguns objetos de cena compõem o espaço cênico. Atores ótimos,intercalando depoimentos pessoais, sugerem uma descontrução do texto de Tchekhov, num espetáculo antenado com a contemporaneidade.

13.8.09




Xuxu no palco do Teatro Nelson Rodrigues, fotografado pela sua fã de carteirinha, esta blogueira que vos tecla.
Palhaço Xuxu só até domingo no Teatro Nelson Rodrigues. Quem ainda não viu terá mais uma chance de ver um Mestre da nobre arte do palhaço.

9.8.09

Leitura no Teatro Princêsa Isabel
Continuando o Ciclo de Leituras do Instituto Cultural Chiquinha Gonzaga, na próxima segunda-feira, dia 10 de agosto, às 20:00 horas, com entrada franca, será lida no Teatro Princesa Isabel (Av. Princesa Isabel, 186), a peça
Conversa inconsequente numa tarde morna de domingo do premiadíssimo autor Ricardo Meirelles (Prêmio Nelson Rodrigues ganhou o primeiro e segundo lugares e mais prêmios de leitura e Prêmio Universitário, entre outras premiações). Direção do ator e diretor Sérgio Fonta, tendo no elenco Jalusa Barcellos, Helena Werneck e Reinaldo Cotia Braga.

2.8.09

Próximo ato, suspense
Prosseguindo na apresentação do I CICLO DE LEITURAS do Instituto Cultural CHIQUINHA GONZAGA, será realizada na próxima segunda, dia 03/08, às 20:00 horas, a leitura dramatizada da comédia PRÓXIMO ATO, SUSPENSE, de Raimundo Alberto, com direção de Gedivan de Albuquerque.
No elenco, Maria Pompeu, Angelo de Matos, Beatriz Penna, Anita Terrana, Nicolai Nunes e Ewa Procter. Trilha sonora de Jonas Hammar.
Teatro Princesa Isabel - Av. Princesa Isabel, 186 - – Loja C -
Copacabana – Tel.: 2275-3346 –
Ingressos: GRÁTIS.