Seguidores

31.1.02

LUME NO RIO

O ótimo grupo LUME, da UNICAMP, estará apresentando no Espaço Cultural Sergio Porto, de hoje até domingo, o seu mais recente espetáculo "CAFÉ COM QUEIJO", encerrando o projeto "Via Dutra: teatro de São Paulo no Humaitá". Absolutamente imperdível. Depois não digam que eu não avisei.
Sobre o grupo e o projeto já comentei aqui no dia 10 do corrente, e é só movimentar para baixo, òbviamente, a barra de rolagem deste blog. Vi dois espetáculos do projeto, "Canção de cisne"e "Madrugada" e fiquei impressionada com a alta qualidade dos trabalhos. Depois, eu pretendo comentar aqui.
Espaço Cultural Sergio Porto - Rua Humaitá, 163 - Tel. 2266-0896 (quinta a sab. 21hs. e dom. 20hs)

12.1.02

Vamos ver agora se vai funcionar o link para O Globo, na matéria sobre "Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come". Alea jacta est!
Estréias de hoje, sexta-feira, dia 11 de janeiro de 2002

"SE CORRER O BICHO PEGA, SE FICAR O BICHO COME", de Oduvaldo Vianna Filho e Ferreira Gullar, estréia hoje depois de uma semana de ensaios abertos ao público, no TEATRO CASA GRANDE, com direção de Antonio Pedro, tendo no elenco, Anselmo Vasconcelos, Murilo Rosa e Leandra Leal, estreiando no teatro.
Para montar a peça o grupo CETE-Centro Experimental Teatro Escola,(sou fã do grupo desde uma louquíssima montagem de um texto de Shakespeare no Teatro João Caetano) comprou aparelho de ar condicionado e poltronas, e ainda reconstruiu o palco do Teatro Casa Grande. O texto foi montado pela primeira vez em l966, com a direção de Gianni Ratto. A questão politica é pano de fundo para uma historia de amor acidentada, vivida por um empregado da fazenda (papel vivido pelo Vianinha, e agora por Murilo Rosa) e a mocinha filha do fazendeiro, por Leandra Leal.

O texto teve algumas adaptações, tipo Amaral Peixoto foi substituido por FHC, e as 15 canções originais ganharam arranjos de Gabriel Moura, do grupo Farofa Carioca. Para quem acha que o texto é datado, Antonio Pedro falou em entrevista ao
: "O Brasil continúa tendo a mesma estrutura arcaica que os autores criticavam no texto. Coronéis como o Honorato da peça, podem não mandar mais no Nordeste, mas foram substituidos pelos Fiuzas, Requiões e Inocencios".
Depois do Carnaval, o CETE pretende reestreiar alguns dos espetáculos do "Terror na Praia".
TEATRO CASA GRANDE - Rua Afranio de Mello Franco, 290 - Leblon Tel. 2239-4046
Horario: quinta a sabado às 21 hs. Domingo às 20 hs.
Preços: 20, 25 e 30 reais. Temporada até 28 de abril.

"MEU DESTINO É PECAR", texto de Nelson Rorigues, sob o pseudonimo de Suzana Flag, arrasando no melodrama e o tom brega que fascinou a Cia. dos Atores, responsável pela montagem que estréia hoje no PLANETARIO, sob a direção do Gilberto Gawronski. Maiores detalhes na matéria de O Globo. Sou fã da Cia. Dos Atores, admiro a seriedade do trabalho e a constancia desse grupo. Estou curiosa para ver como funcionou o grupo na direção do talentoso diretor e ator gaúcho.
TEATRO DO PLANETÁRIO - Av.Padre Leonel Franca, 240 - Gávea - Tel. 2274-7722
Horário: quinta a sábado às 21,30hs Domingo às 20 hs.
Preço: 15 reais Temporada até 31 de março.

"BOCA A BOCA II", seis histórias de povos e culturas variadas, reunindo contos do povo judeu, tradições portuguêsas, vida africana, e cultura indígena contadas pela atriz Priscila Camargo, acompanhada pelo músico Natan Erlichman. Vi a primeira versão dirigida pelo Caíque Botkay, e gostei. Um grande momento da atriz, e a revelação de diretor do músico e pesquisador musical.
TEATRO LAURA ALVIM - Av. Vieira Souto, 176 - Tel. 2267-1647
Horário: sexta e sabado às 18 hs. Domingo às 17 hs.
Preço: 12 reais

''O FALCÃO E O IMPERADOR', com Jac Antunes e Letícia Spiller, direção de Daniela Visco. O espetáculo é o resultado de uma pesquisa de dois anos sobre as culturas ocidentais e orientais, envolvendo os dois atores e a diretora que também é a instrumentista do espetáculo. Mais detalhes
aqui na matéria do JB.
TEATRO VILLA LOBOS - Av. Princêsa Isabel, 400 Tel. 2275 - 6695
Horàrio: quinta a sábado às 21 hs. Domingo às 20 hs.
Preço: 15 reais


10.1.02

Teatro de São Paulo no Humaitá

Depois de viajar pelo Brasil, e pelo mundo, estréia hoje às 21hs. no Teatro Sergio Porto, no Humaitá, o primeiro da série de quatro espetáculos que vão ficar em cartaz até 3 de fevereiro, quando encerrarão as apresentações o ótimo grupo LUME, da UNICAMP, que raramente se apresenta por aqui. Eu tive a honra e o privilégio de assistir no "Anjos do Picadeiro 3", em dezembro de 2000.

Oportunidade única para ver o festejado grupo que desde 1985, vem se dedicando à pesquisa de técnicas corporais e vocais, possuindo uma metodologia própria de técnicas de representação, e uma maneira singular de trabalhar o clown e a utilização cômica do corpo. Por incrível que possa parecer, eles são mais conhecidos no exterior, do que aqui neste nosso País...
Os outros eu não tenho muitas referências, mas vou assistir tudo, pois eles foram recomendados pelo pessoal do Teatro do Anonimo. Não percam ! E ajudem a divulgar informando aos amigos.

de 10 a 13/01: Teleco
com Marcelo Cunha e Romina Boemer
Direção de André Pink

de 17 a 20/01 : Canção de cisne
com Gustavo Machado
Direção de Vadim Nikitin
(entrada franca)

de 24 a 27/01 : Madrugada
com Juliana Jardim
Direção de Marcelo Romagnoli

de 31/01 a 03/02: Café com Queijo
Com grupo Lume da Unicamp

horários: quintas a sábados ás 21:00 horas - local: ESPAÇO CULTURAL SERGIO PORTO
domingos ás 20:00 horas Rua Humaitá, 163 Rio Tel. 2266 0896
Ingressos: R$10,00 e R$5,00 (estudantes, classe e filipeta)





8.1.02

"Trabalhamos no escuro -- fazemos o que podemos -- damos o que temos. Nossa dúvida é nossa paixão e nossa paixão é nosso dever. O resto é a loucura da arte
Henry James (1843-1916)

6.1.02

RADIO TEATRO GRAVADO NO BRASIL PARA A BBC

Paul Heritage, diretor inglês, comunica que a BBC vai gravar, em março, um rádio teatro no Brasil. Para tanto, estão procurando atores brasileiros que falem muito bem inglês.
Os testes (leitura de um trecho de peça) serão nos dias 9, 10, 11/01 no Comfort Suites Hotel, na Rua Oscar Freire, 1948 - S. Paulo. Os candidatos precisam falar inglês muito bem. Interessados devem entrar em contato com Paul Heritage pelo email
p.heritage@qmul.ac.uk ou pelo telefone 021.9852-1138, a partir do dia 7 de janeiro, segunda-feira.


5.1.02

Já conheces o Artimanhas ? Nada mais que os sassaricos da autora deste blog.
Espetáculos que voltam ao cartaz

"AMOR FEMININO PLURAL", entrou hoje em cartaz no Café do Teatro Glaucio Gil, até o dia 8 de fevereiro. O espetáculo -- uma coletanea de textos de Adelia Prado, Clarice Lispector, Cecilia Meireles, entre outras, vem de uma bem sucedida temporada de sete semanas no Teatro Ziembinski. A direção é da talentosa Monica Alvarenga, e no elenco Maria Pompeu, Mirian Nogueira e Teresa Teller. A produção do espetáculo, reuniu uma equipe exclusivamente feminina -- ao todo quarenta mulheres distribuidas nas mais variadas funções, incluindo aí as 24 autoras.

A produção, seleção de textos, supervisão geral e os encargos todos por conta e risco da Super Maria -- a atriz Maria Pompeu. Eu vi na estréia lá no Zienbinski. Um espetáculo inteligente, divertido para todos os tipos de público.
CAFÉ DO TEATRO GLAUCIO GIL até o dia 8 de fevereiro- de quarta a sábado às l9hs. Tel 2547-77003

"O PENHOR DESTA IGUALDADE", o espetáculo da Maria Teresa Amaral, fica em cartaz todo o mês de janeiro, na Casa de Cultura Margarida Rey, às sextas e sábados às 21 hs. e domingos às 20hs. Rua Cristiano Lacorte, 54 (entrada pela Miguel Lemos, 51, em Copa) Tel. 2522-1603 para reservas.
Roda a barra de rolagem deste blog até o dia 13 de dezembro (ainda não foi para o arquivo) e lerás um cometário entusiasmado desta escribauta.

"DESEJOS, BASOFIAS E QUEDAS" espetáculo musical do Hamilton Vaz Pereira, o diretor e um dos criadores junto com a Regina Casé, Luiz Fernando Guimarães, Perfeito Fortuna, entre outros, do grupo Asdrubal Trouxe o Trombone, grupo que influenciou toda uma geração de teatro. O espetáculo fica em cartaz até o Carnaval no Teatro do Jockey - R. Mario Ribeiro, 410 (ao lado do Miguel Couto) Tel. 2540-9853 para maiores informações.
O espetáculo aborda no estilo Hamilton, as dificuldades da vida do homen contemporâneo. No elenco, Lena Brito, Luciana Braga, Tatiane Trovathe, Ernesto Piccolo, entre dezessete atores. Ainda não vi.

Estréias de janeiro

Ontem, estreiou no Teatro Ipanema, "UMA HISTÓRIA MUITO ESTRANHA", texto do bahiano, residente em Feira de Santana, Araylton Públio, premiado no I Conc. de Textos Teatrais Inéditos, do MINC, dirigido pelo André Valli, e no elenco, Thelma Reston, Rogério Freitas, Luciano Borges, Henrique Taxman e Barbara Borges.
Na direção de produção, o competentíssimo João Paulo Pinheiro, que há quasi um mês atrás eu encontrei numa badalação da city, e o espertinho já distribuia o programa que acabava de sair da gráfica. E lá no programa da peça, diz o André Valli:
-- Imagino um espetáculo extremamente popular, quase circense, quase commedia dell´arte, que possa ser representado ao ar livre, nas feiras, nas praças, ruas, circos, teatros. Usando um texto brilhante, um elenco afiado, a música, o improviso, a irreverência e a sensualidade do nordestino, estaremos fazendo, com certeza, um teatro autenticamente brasileiro, com muita honra.
Olha aqui André, eu fiquei afim de ver o espetáculo pelo autor, e principalmente por causa desse texto. Espero que os teus propósitos para este trabalho tenham sido alcançados.

No Teatro do Leblon, estreiou ontem, "FIM DE JÔGO" do Samuel Becket, na interpretação de dois ótimos atores, o Cacá Carvalho (Macunaíma, Meu tio Iauretê,etc) e o Edson Celulari (Calígula), trabalhando juntos pela terceira vez, e na direção do Francisco Medeiros, o premiado diretor paulista. Fiquei afim de ver, não sòmente pelo Becket, mas pelo diretor de quem eu assistí vários trabalhos e pelos atores, especialmente o Cacá.

E na Casa de Cultura Laura Alvim, estreiou hoje o quarto espetáculo da série "CABARÉ FILOSOFICO" , um filão descoberto pelo diretor, ator e autor Domingos de Oliveira, misturando filosofia com samba, cabaré, gafieira, e não sei mais o quê, mas uma fórmula que deu certo. Tanto que está na sua quarta
versão. E o Domingos conhece o seu métier. Não assistí as versões anteriores, mas pretendo algum dia até o final da temporada, dar uma conferida nesse trabalho. Ele agora, é também o novo diretor da Casa de Cultura Laura Alvim.

4.1.02

Este blog recebeu uma ilustre visita lusitana. O acontecimento está registrado no livro de visitas. E você já foi lá no Guest Book marcar a sua presença ?
Cirandar com a Lia

"Essa ciranda quem me deu foi Lia
que mora na Ilha de Itamaracá",

ela ao vivo, viva, muito viva e bem disposta, a Rainha das Cirandas, estará se apresentando no Centro Cultural Carioca--Rua do Teatro, 37, na próxima terça-feira, dia 8, a partir das 20 hs. Imperdível. Ela sempre abre uma roda para quem quer dançar e cantar, e nessa apresentação não será diferente.

O CENTRO CULTURAL CARIOCA, para quem não sabe, fica ali quasi em frente ao Largo de São Francisco, na Rua do Teatro, que vem ser aquela rua atrás do Teatro João Caetano. Foi assim que me explicaram. Estou para ir lá desde a inauguração, no início deste ano. Agora eu vou.