Seguidores desse blog

2.7.17

video
Momentos finais da performance NÃO POSSO FAZER MAIS NADA. DIZER MAIS NADA. MAS PRECISO DIZER MAIS, apropriação da personagem Winnie da peça "Dias Felizes" de Samuel Beckett, apresentada na MOSTRA 69 #3 na Casa Temporàriamente Sem Nome, em Botafogo - RJ
NAO POSSO FAZER MAIS NADA, DIZER MAIS NADA. MAS PRECISO DIZER MAIS.

Performance criada a partir da personagem Winnie da peça DIAS FELIZES de SAMUEL BECKETT. Esse trabalho foi pensado para ser uma roda de conversa com o público, do ponto de vista da personagem Winnie, e as luzes da plateia não se apagam. A inspiração na personagem da Winnie, e essa conversa com a plateia, transformam-se em pretexto para o solo balizado pelos conceitos da performance art.
 Atuação, direção e dramaturgia | Ruth Mezeck
O trabalho foi concebido e realizado durante a oficina de três mêses (julho, agosto e setembro do ano passado) na residência artística  "Apropriação a partir de tudo" no Teatro Poeira, no Rio, coordenada por ADRIANO GUIMARÃES do Coletivo Irmãos Guimarães, de Brasilia.
Cada participante entre os 20 selecionados de todo o país, desenvolveu o seu projeto pessoal, prático, a partir das questões desenvolvidas nessa oficina.

A atriz, palhaça, performer e empreendedora cultural Ruth Mezeck pesquisa e estuda os textos de Samuel Beckett desde 2006, e vem apresentando várias performances do texto "Dias Felizes" em espaços alternativos e festivais de teatro no Rio, e em outros estados brasileiros.
 Em 2007 estreiou a primeira performance beckettiana inspirada em Dias Felizes intitulada ESTADO BECKETT, e a segunda DIZINBOLSA estreiou em 2010 no Festival de Curitiba.
 E no ano passado, a nova versão dessa performance (d'aprés Adriano Guimarães) NÃO POSSO FAZER MAIS NADA. DIZER MAIS NADA. MAS PRECISO DIZER MAIS, estreada em dezembro do ano passado no Oi Futuro - Flamengo.

11.4.12


HELP ! Um Captador urgente!
Alguém pode me indicar onde encontro esse SER RARO no nosso meio: o captador de recursos. O Projeto Beckett está aprovado pela Lei Rouanet e procuro desesperadamente um captador.
Estou concorrendo há dois anos em quasi todos os editais de patrocínio,
sem sucesso. Já pedí prorrogação dos direitos autorais pela segunda vez para concorrer novamente aos patrocinios de montagem em 2013, mas estou esperando a resposta dos agentes de Beckett em Londres. E se não prorrogarem, eu tenho que montar o meu espetáculo no segundo semestre do ano em curso, ou perco os direitos e a grana paga em libras esterlinas.

Festival Internacional de Palhaças/2012



Espetáculo "Combinado" dirigdo pela Angela de Castro no IV Festival de Mulheres Palhaças. lownesse Sassah é a segunda palhaça da direita para a esquerda. Angela de Castro ao centro.

29.2.12

VIVA A PALHAÇARIA FEMININA!

Está chegando ai a 4ª edição do Festival Esse Monte de Mulher Palhaça. Estréia nesse sabado no SESC-Copacabana e vai de e 3 a 10 de março, e excepcionalmente, no dia 4, domingo, é no Aterro do Flamengo. Vai ter também palhaças soltas leves e livres na Praia de Copacabana.

Na foto postada no meu blog Artimanhas sassaricos de palhaças no encerramento do 3º Festival Internacional de Comicidade Feminina.
Clownesse Sassah com suas trocentas bolsas participou dessa efeméride clownesca.

E nesse 4º Festival, Sassah vai participar também no "Combinado", espetáculo de palhaçaria ferminina dirigido pela Master Class Angela de Castro, palhaça brasileira internacionalemnt_e conhecida, atualmente, morando na Inglaterra.

O link está esquisito, se não funcionar vai direto no blog Artimanhas rola a barra um tantinho só e chega lá. Muito Merci.
Clownesse Sassah Coco de la Merde, mas pode me chamar de Palhaça Sassah!
VIVA AS MARIAS DA GRAÇA!

Esse post é uma homenagem e um reconhecimento às intrépidas criadoras do primeiro grupo de mulheres palhaças brasileiras, As Marias da Graça. Além disso, criadoras, produtoras e batalhadoras do primeiro festival de palhaçaria feminina ESSE MONTE DE MULHER PALHAÇA que vai para a sua 4ª edição, estreando sabado dia 3 indo até o outro sabado, dia 10 no SESC-Copacabana. No dia 4 domingo, no Aterro do Flamengo, e apresentações extras também na Praia de Copacabana.

Às Marias da Graça (Karla Concá, Geni Viegas, Samantha Anciães e Vera Ribeiro), nossa gratidão - essa palavra tudo.

No meu blog de artes cênicas, uma postagem e fotos do encerramento do 3º Festival Internacional de Comicidade Feminina - Esse Monte de Mulher Palhaça que se transformou numa grande celebração entre palhaças e o público presente
Encerrando a festa, teve a bela e impactante imagem da Palhaça Margarida Adelvane Néia) desfilando num andor pelo palco, em comemoração aos seus vinte anos de atuação, com direito a bolo de aniversário e tudo.

3.11.11

Enfin, du Brésil… des nouvelles des Naufragés du Fol Espoir…

Nous avons terminé avec beaucoup de joie et d’émotion notre première série de représentations brésiliennes, à Sao Paulo, chez nos amis du SESC. Notre décor s’achemine maintenant vers Rio de Janeiro où nous jouerons du 8 au 19 novembre. Puis nous rejoindrons Porto Alegre où nous jouerons dans le cadre du Festival Porto Alegre Em Cena du 5 au 11 décembre 2011. Enfin, notre caravane traversera la Cordillère des Andes pour arriver à Santiago du Chili où nous jouerons, invités par le festival Santiago a Mil, du 4 au 22 janvier 2012.

À bientôt, à tout de suite.

Le Théâtre du Soleil


No site do Théatre du Soleil lettre da sua diretora, Ariane Minouchkine.
THÉâTRE DU SOLEIL, enfin chez nous>.

4.5.11

A LUZ E O CINEMA DE ROGERIO SGANZERLA

O SIGNO DO CAOS

No próximo domingo, dia 8, às 19 hs. no cinema 1 da Caixa Cultural, Av. Almte. Barroso, 25, encerrando a programação de A luz e o cinema de Rogério Sganzerla apresentação do ultimo longa do diretor, “O Signo do Caos” nessa mostra retrospectiva de seus filmes

No elenco, esta escriba que vos tecla, Helena Inês, Camila Pitanga, Djin Sganzerla, Giovanna Gold, Otávio Terceiro protagonista no papel do censor, Sálvio do Prado como jornalista, Eduardo Cabus que interpreta o Dr. Lourival Fontes, Gilson Moura e Freddy Ribeiro, entre outros.

De hoje a domingo dois filmes às 17,30 hs. e às 19 hs. Veja a programação aqui.

Rogerio Sganzerla fala sobre o seu filme em entrevista à Folha de São Paulo, em maio de 2003.
O enredo trata de "censura arbitrária", atalho para ele brandir contra a censura econômica e consequentemente estética, como enxerga na voga do cinema nacional. "É preciso dar um corte nessa produção vagabundérrima, nesses novelões, eleitos em detrimento das verdadeiras obras de arte", afirma.

O diretor de "O Bandido da Luz Vermelha" (68) diz que seu novo filme "está pronto, falta apenas colocar os créditos e comercializar a obra".

É aí, segundo ele, que mora o problema. "Passei os últimos anos tentando uma parceria para a produção executiva e a pós-finalização, mas ainda não consegui."

"Não apareceu ninguém porque as pessoas preferem perder dinheiro com abacaxi a arriscar em um filme que é contra a segregação, que oferece uma defesa do que há de melhor no cinema." Depois do Rio, ele tenta obter recursos em São Paulo e se diz mais otimista para fazer o lançamento até o final do ano.

Rodado no centro histórico do Rio, no entorno da praça 15, o roteiro de "O Signo do Caos", também assinado por Sganzerla, trata da atuação dos censores no país, sobretudo a do Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP), lançado durante o governo Getúlio Vargas (1937-45), que controlava as idéias antagônicas aos interesses políticos do momento.

Dr. Amnésio (Otávio Terceiro) é encarregado de destruir os filmes subversivos, mergulhando-os na baía de Guanabara ou atirando-os do Pão de Açúcar. O censor entra em conflito com o repórter Morel (Sálvio Prado), que discorda da intervenção na obra de arte.

Segundo Sganzerla, o filme é um libelo aos projetos inacabados ou deixados de lado, ontem por questões ideológicas, hoje por questões financeiras. Cita, como emblema, "It's All True" ("É Tudo Verdade"), filme inconcluso que o norte-americano Orson Welles rodou no país em 1942.

"Meu filme prova que Welles é o Napoleão do cinema", afirma o diretor. Sganzerla dedicou uma trilogia a Welles ("Tudo É Brasil", "A Linguagem de Orson Welles" e "Nem Tudo É Verdade"), influência velada na sua obra.

Entre os artistas brasileiros "que também foram ignorados", menciona Anselmo Duarte ("O Pagador de Promessas", 1962) e Alberto Cavalcanti ("Simão, o Caolho", 1953), ainda que não os cite diretamente em seu novo filme.

"Quero projetar verdade humana, mais luz sobre a existência da obra de arte cinematográfica em relação à cultura, definindo seus direitos e obrigações com relação ao espectador sensível" diz.

12.7.10

a r t i m a n h a s - um desbravador

E um clik no primeiro blog da minha lista de blogs aqui na página á direita, vai mostrar o meu primeiro blog, criado em março de 2001, tipo diario pessoal com algumas notas e comentários teatrais, o a r t i m a n h a s . Um post de 9 março de 2002, com o sugestivo titulo de Sujou! é testemunha da estranheza e confusão que causavam os blogs e blogueiros nos primordios dos primordios da blogosfera.

O a r t i m a n h a s , em março de 2001, era o blog numero 83, (oitenta e três) numa lista de blogueiros do Brasil feita pelo blog paulista do Concatenum. (Preciso pesquisar se ainda existe esse blog).

Quasi fui expulsa do forum de teatro porque transcrevi na íntegra para o blog uma discussão que rolava no forum de teatro, a partir de um artigo do colunista Artur Xexéo, "Cartas Marcadas", questionando os patrocinios teatrais. Uma famosa atriz global pensou que poderia falar á vontade no forum porque no seu entendimento, um e-mail circulando no forum, seria como "papo caseiro, um private entre amigos, e não era internet". Quando ela viu a repercussão do blog estupefactou, e daí sobrou para esta blogueira. Teve até intervenção de um dos moderadores do forum, baixando normas de conduta para blogueiros forenses.

Atualmente, fico muito feliz, quando eu vejo a proliferação de blogs e blogueiros postando no forum de teatro, divulgando, trocando informações e transcrevendo notícias do forum para os seus blogs, com a maior desenvoltura, usando com inteligencia essa poderosa ferramenta de comunicação.

O a r t i m a n h a s desempenhou um papel definitivo no desbravamento dos caminhos da blogosfera.
Desde dezembro de 2001, arquivos desse blog prontos para a sua visita

Enfim, problemas do blog resolvidos, mas sem tempo para postar aqui, vou dar umas dicas de leitura aqui nos arquivos do blog. Todos estão funcionando direitinho. Vale a pena dar uma conferida e ver o que rolava em dezembro de 2001. Vocês irão encontrar lá os Melhores da Dança e do Teatro em 2001, um comentário bem humorado do espetáculo de Laura Hertz uma palhaça americana que visitava o Rio, além de outro sobre o musical da autoria e direção de Maria Teresa Amaral, O penhor dessa igualdade, que inaugurava um novo espaço teatral numa casa da Rua Miguel Lemos. Maria Teresa está morando em Paris onde já tratou de criar um teatro lá também. Perdemos para a França uma talentosa autora e diretora e uma grande empreendeora cultural.
E entre outros posts, tem um sobre um ciclo de leituras de textos de circo-teatro que aconteceram em São Paulo. Pena que aqui no Rio, não teve nenhuma iniciativa semelhante.
Depois é só ir rolando a barra de rolagem, um clik no ano de 2001 (nesse ano, só tem o mês de dezembro, quando da criação desse blog), e de 2002 a 2010, os meses de cada ano vão aparecendo, é só clicar e se divertir. Vale a pena conferir. Eu me divirto muito com postagens antigas, com o que rolava na city, o que eu fazia e o que pensava naquele dia, mes, ano. Divã de analista perde.

27.6.10

HELP - Fui mexer nos templates do blog para colocar aqui um livro de visitas, e agora não consigo visualisar o blog. Tentei entrar pelo google etc.. e trava. Esse é um post de teste para ver se eu consgio postar alguma coisa. Algum vizinho blogueiro poderia dar um help?
Computador a gente sabe,não é ciência, é macumba! Sábio Millôr.

UPDATE - Enfim conseguí recuperar o blog. Eu conseguia postar, mexer nas configurações, mas o blog não era visualisado. Há duas semanas ralando aqui nos templates do blog e finalmente tudo voltou ao normal. Aproveitei e mudei o layout. Mandem sugestões e comentários sobre o novo layout. Vocês nem imaginam o tamanho da minha alegria ... blogueiro sofre... blog dá muito trabalho.

16.6.10

 

Onde eu botei o meu nariz?
Clownesse Sassah Coco de La Merde, vulgo Palhaça Sassah, dando pinta no intervalo da sua apresentação em Campinas, no espetáculo "Tardelia" dirigido pela Mestra Adelvane Néia, Palhaça Margarida,resultado da oficina de palhaças, no Teatro Barracão, em fevereiro desse ano. Na platéia, aplaudindo as palhaças de vários estados brasileiros, Carlos Simione do LUME, Edesio Magalhães, Palhaço Biribinha, entre outras personalidades. Sorry, palhaças. Podem nos invejar á vontade.
Posted by Picasa

Aqui no Artimanhas, mais fotos da Clownesse Sassah no III Festival Internacional de Comicidade Feminina - Esse Monte de Mulher Palhaça, no SESC-Copacabana, em setembro do ano passado.

Comentário aqui

7.6.10


KAZUO OHNO (*1906+2010)
Uma das figuras mais importantes da dança mundial, o mestre do butoh KAZUO OHNO morreu na madrugada da terça-feira passada, dia 1 de junho, de insuficiência respiratória, em Yokohama, no Japão. Ele estava com 103 anos (completados em outubro de 2009).
Do grande mestre, reproduzo aqui uma resposta que para mim, sintetiza toda sua dança. Ao ser pergutado sobre o que era o butoh para ele, respondeu simplesmente:

É uma pergunta difícil de responder. Cada dançarino tem seu próprio butoh. Não existe um método , porque a dança é a expressão do interior de cada um. Por isso é singular em cada pessoa. Para mim , o butoh é , com palavras simples , apreciar a vida , minha e dos outros.

Indefinidamente Indivisível

Na próxima quinta-feira, dia 10, estrea no Centro Coreografico do Rio de Janeiro, o novo espetáculo da Pulsar Cia. de Dança, "Indefinidamente Indivisível", com direção da bailarina e coreografa Teresa Taquechel.

A Pulsar Cia. de Dança Contemporânea, dirigida por Teresa Taquechel, vem sendo considerada uma referência nacional no trabalho com arte, dança e deficiência. Desde sua criação, em 2000, vem refletindo em sua pesquisa coreográfica a multiplicidade do indivíduo e possibilidades de produção artística entre corpos ímpares com resoluções próprias de movimento.

Este novo espetáculo da Pulsar traça um roteiro de possibilidades e variantes. Bolas infláveis permitem que os corpos vivenciem a transformação e a imprevisibilidade do tempo e do movimento. O risco permanece, pois o erro é a parte viva do acerto: abre para o que pode vir a ser.

Como afirma o filósofo Henri Bergson:A mudança, se consentirem em olhá-la diretamente, sem véu interposto, bem rapidamente lhes parecerá como o que pode haver no mundo de mais substancial e mais durável. Sua solidez é infinitamente superior a de uma fixidez que não é mais que um arranjo efêmero entre mobilidades.

O uso das bolas infláveis neste processo investigativo é importante porque permitem que os corpos vivenciem de forma intensa a transformação e a imprevisibilidade do movimento. Abrem caminhos para uma entrada poética e plástica no pensamento bergsoniano.

A mudança é indivisível, o tempo – duração – é indefinidamente indivisível.

Breve historico da PULSAR:
A companhia, nestes nove anos, apresentou-se em diversas cidades brasileiras e em 2004, recebeu das mãos do Presidente da República e do Ministro da Cultura, o Prêmio Ordem ao Mérito Cultural.
Neste mesmo ano representou a América Latina na Cerimônia de Abertura, no Internacional VSA Arts Festival, em Washington-DC no Kennedy Center. Em 2006 foi contemplada pelos Prêmios Funarte Klauss Vianna (Dança) e o Além dos Limites e, em 2007, foi patrocinada pela Caixa Cultural, ficando em temporada com seu último espetáculo no Teatro da Caixa. É uma companhia residente do Centro Coreográfico do Rio de Janeiro e faz parte do Núcleo de Pesquisa Coreográfica da Escola Angel Vianna.
ARTE E SUPERAÇÃO - link para uma matéria do Jornal do Brasil, em 2003, e que esta escriba, guardava aqui nos seus alfarrabios.
Serviço:
Centro Coreográfico do Rio de Janeiro
Rua José Higino, 115 - Tijuca (mesmo prédio do Super Mercado Extra)
Tel: 2570-1247 e 2268-7139
Quinta a domingo, às 19:00 hrs. Ingresso: R$ 10,00 e R$ 5,00
Curta temporada de 10 a 20 de junho de 2010.

Fonte: site do bailarino da Pulsar, o
Rogerio Andreolli e
Pulsar Cia. de Dança.

Em tempo: o elenco desse espetáculo ainda não constava nas fontes pesquisadas, mas vou apurar. Excusez-moi-du-peu.

Quer comentar? Comentários serão sempre benvindos.

30.12.09


Fragmentos da guerra dos palhaços no Largo da Alfandega em Florianopolis. As armas disparavam apenas balões de agua e sacos farinha, os escudos eram de papelão e os capacetes de sacolas de plastico. Perfomance criada e idelizada durante a oficina do genial, surpreeendamental palhaço espanhol Loco Brusca. Muito obrigada, Mestre!

Deixar um comentario




Palhaceata em Florianopolis no VIII Anjos do Picadeiro. Clownesse Sassah (de saco plastico colorido na cabeça) ao lado de uma palhaça argentina e palhaças catarinenses. No final da palhaceata houve uma guerra de palhaços com muita agua, farinha, e muito tombo.

21.11.09

Encontro Internacional de Palhaços em Floripa
A oitava edição do Anjos do Picadeiro vai ser realizado em Florianopolis, produzido, organizado, batalhado pela intrépida trupe de artistas do Teatro de Anonimo, desde a primeira edição.
Já foi em São José do Rio Preto, São Paulo, Salvador e agora na capital catarinense
de 23 a 29 de novembro com grandes nomes da palhçaria nacional e internacional. O tema desse ano para debates, mesas redonda, quadrada, oval etc. será Espiral de Influências. O tema mais do que oportuno para debater a arte da palhaçaria com toda essa gama de influencias, tendencias e procedencias que estão aportando por aqui nesse início de século.
Clownesse Sassah vai dar pinta por lá. Na volta eu conto.
Detalhes aqui no site do Anjos do Picadeiro.
Ah, e tem um blog do Anjos, o Picadeiro Quente atualizado diariamente.


A Clownesse Sassah e seus sassaricos no MOLA 2009 - Movimento Livre de Artes do Circo Voador.

Comente

27.10.09

MOLA 2009- programação completa
Começa amanhã, dia 28, e vai até sábado, dia 31, a Mostra Livre de Artes do Circo Voador - MOLA 2009 que chega ao quinto ano de existência agora num novo formato, tendo uma semana inteira de programação. Fiquem espertos e cheguem cedo, os portões abrem às 20h e a entrada é gratuita até às 21h30.

Sassaricos da Sassah está programado para o encerramento no sábado dia 31, na Tenda Cênica. Quem não viu a Clownesse Sassah Coco de La Merde no Festival Internacional de Palhaças, tem agora mais uma chance. Voilà.

Nesses quatro dias irão acontecer as mais diversas manifestações artísticas, exposição de artes plasticas, curtametragens, audio visuais, instalações, teatro, dança, artes circenses, performances, bandas de musicas e muito mais coisa...idéias não faltam para essa moçada mostrar o seu valor, o evento promete...

Comentários são sempre benvindos...

4.10.09


Comemoração 20 anos da Palhaça Margarida (Adelvane Néia, de Campinas) uma grande celebração no encerramento do Festival Esse Monte de Mulher Palhaça.

Quem esteve na platéia do SESC-Copa na semana do Festival Internacional de Comicidade Feminina, mudou o seu referencial da nobre arte do palhaço. As palhaças deram show de talento e competencia, e o público não cansou de aplaudir e de se maravilhar durante os seis dias do Festival. Alguns espectadores (entre eles, até os chamados formadores de opinião) vieram comentar que mudaram os seus conceitos depois de assistir o Festival. Não tinham parametros para pensar que essa nobre arte da palhaçaria, quando exercida por mulheres, existia como profissão no nosso País.

Quem foi ao encerramento do Festival, comenta até hoje e guarda na sua memoria visual a imagem da foto acima. Foi impactante, bela, inesperada, a imagem da Palhaça Margarida, (Adelvane Néia, de Campinas, atriz, palhaça, diretora, figurinista, ministra oficinas e cursos no Brasil e exterior), desfilando, em um equilibrio perfeito, em cima de um andor, carregado pelos técnicos que trabalharam nos bastidores, dando uma volta completa na arena do Teatro do SESC-Copa.
Depois, com a mesma elegancia e equilibrio desceu do andor e foi cortar o bolo de aniversário pela comemoração dos 20 anos da Palhaça Margarida, numa grande celebração com as palhaças todas no palco de arena do SESC, para o delírio do público que não cansava de aplaudir aquele belo momento, encerrando assim o evento artístico-cultural mais importante do ano em curso.
Gratidão, essa palavra tudo, às quatro intrépidas As Marias Da Graça, a Karla Concá, Geni Viegas, Samantha Anciães e Vera Ribeiro que idealizaram, batalharam e produziram o Festival Esse Monte de Mulher Palhaça - III Festival Internacional de Comicidade Feminina.

Update: A foto acima é da autoria da atriz-palhaça francêsa, a Jeannick Duppont que participou do festival
com "Poste Restante", no sábado. O público adorou aquela palhaça gringa tentando falar português. Depois de muitas trapalhadas com a participação de voluntários entre o público, no final simulava levantar voo num foguete, (me pareceu uma parodia daquele filme do Woody Allen "A Mãe Judia". Se não for, me corrijam, por favor. A paspalha aqui chegou atrasada) para o nervosismo e apreensão dos soldados bombeiros presentes nos bastidores. Ah, e ainda ministrou uma oficina de comicidade para palhaças profissionais, muito comentada pelas participantes. E além disso, mandou para todas nós, um album de fotos que ela clicou durante o festival. Ainda publico mais aqui. Valeu, Jeannick. Nós amamos você.

Jeannick Dupont ladeada pelas Marias da Graça, Samantha Anciães e Geni Viegas

As Marias da Graça, Geni Viegas, Samantha Anciães, Vera Ribeiro e Karla Concá clicadas pela Jeanick Dupont.
Deixe um comentário aqui

1.10.09


Mostra Livre de Artes - MOLA 2009

Depois da recente apresentação no Festival Internacional de Comicidade Feminina, "Sassaricos de Sassah", um exercício cênico da atriz-palhaça Ruth Mezeck foi selecionado para apresentação no MOLA 2009 do Circo Voador.
O evento multi-cultural acontecerá de 28 a 31 de outubro, reunindo teatro, dança, circo, clowns, performances, musica, audio visual, artes plasticas, intervenções gastronomicas, etc.
Um pirulito da Pâtisserie Fauchon de Paris para quem adivinhar quem é a palhaça que vos tecla.

Abaixo posto aqui o e-mail recebido da produção do MOLA 2009 com todos os escolhidos.
Depois de recebermos centenas de inscrições, esses são os artistas selecionados desse ano. Estamos em contato com todos os artistas e a programação final você confere aqui em breve. Parabéns à todos e vamos nessa!

C L O W N

‘Pulitrica’- Leo Carnevale

‘Sassaricos de Sassah - Ruth Mezeck

‘Os charlatões mais sinceros do mundo’
Grupo: Cia. 2 Banquinhos

‘Deu Zebra’
Grupo: Dias de Riso

C I R C O

‘Circo Los Padas’
Grupo: Cia. Los Padas

‘O cortejo’
Grupo: Grandes Seres da Montanha

No meu outro blog Artimanhas, todos
os selecionados:
Comente aqui

18.9.09

Sassaricos da Sassah
Já está no ar o site do Festival Esse Monte de Mulher Palhaça que estréia na próxima terça-feira, dia 22 e vai até domingo, dia 27.
A Palhaça Sassah (esta que vos tecla) está na programação do encerramento, dia 27 às 19 hs. Não venha ou se arrependerá para sempre...

15.9.09


Na foto de Ernesto Sena, Palhaça Sassah, a atriz/palhaça Ruth Mezeck, que está na programação do festival de comicidade feminina ESSE MONTE DE MULHER PALHAÇA. Essa é a terceira edição do festival que conta com apresentação de espetáculos, oficinas e palestra.
De 22 a 27 de setembro, o Espaço Sesc recebe o projeto "Esse Monte de Mulher Palhaça", o único festival Nacional e Internacional realizado no Brasil e o terceiro no mundo que discute a atuação da mulher na comicidade - uma renovação para o cenário cultural. A programação conta com palestra e oficinas gratuitas e espetáculos a preços populares.

Idealizado e coordenado pelo grupo "As Marias da Graça", o projeto tem como foco principal a mulher palhaça brasileira. O Festival pretende criar um espaço de reflexão e ação, com a intenção de ampliar a atuação dessas artistas no mercado cultural em diferentes Estados do Brasil. É o reconhecimento e a homenagem que faltavam às mulheres, que escolheram a arte do riso como função.

Serão 11 espetáculos apresentados só por mulheres. Entre as convidadas confirmadas, para esse ano, estão: Andréa Macera, do grupo Barracão Teatro (Barão Geraldo, Campinas), Adelvane Néia comemorando os 20 anos da Palhaça Margarida, Manuela Castelo Branco (Brasília), Antonia Vilarinho (Brasília), Circo Guaraciaba (Sorocaba), Raquel Franco (São Luís, Maranhão), As Claurinas (bailarinas cômicas, Niterói) e as atrações internacionais Elke Maria Riedman, Áustria; Jeannick Dupont, França; Marina Barbera, Argentina e Célia Ruth Chachuaio, Moçambique.

OFICINAS
Durante o Esse Monte de Mulher Palhaça vão acontecer duas oficinas: uma da Jeannick Dupont, para palhaças profissionais e uma da Flávia Reis para iniciantes.
- Espaço SESC: Oficina de comicidade – 22 a 25 de setembro 14h às 17h.
Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Ministrante: Jeannick Dupont (França)
Somente para palhaças profissionais / 12 vagas

"As alunas trabalharão as relações de poder entre duas parceiras, ou mesmo três através de jogos corporais e rítmicos e de exercícios de improvisação, Conflitos, níveis de poder, mas também cumplicidade! Como encontrar o prazer, as variações e as emoções que nascem desta relação clownesca ancestral entre o Branco e Augusto"

- Espaço Cultural Sergio Porto: 22 a 25 de setembro terça a quinta de 14h às 17h e sexta de 13h às 16h.
Rua Visconde Silva s/n, Humaitá
Ministrante: Flávia Reis
Público alvo: atrizes, atores, estudantes de artes cênicas e iniciantes na arte da palhaça/o
Flávia Reis é coordenadora artística do grupo Roda Gigante que há 14 anos pesquisa a potência da/o palhaça/o como dispositivo transformador do cotidiano de hospitais da cidade do Rio de Janeiro. As intervenções do grupo buscam encontros que potencializem a ação criativa dos artistas bem como a de seus interlocutores. Nesta oficina trabalharemos sobre este espaço que se estabelece entre o artista e o espectador para que a/o palhaça/o exista.

Através de jogos e brincadeiras os participantes poderão exercitar alguns princípios que regem a atuação da/o palhaça/o na sua busca por encontros que promovam a alegria: a ação no tempo presente, a escuta, a capacidade de afetar e ser afetado, a consciência do seu potencial de comunicação e a improvisação.

PALESTRA

Papo-Cabeça Palhaça
25 de setembro às 11h.
Bate-papo entre as artistas do festival, e representantes da sociedade com objetivo de traçar planos para o fortalecimento da mulher palhaça no Brasil e ações de intercâmbio.
postar um comentário

13.8.09




Xuxu no palco do Teatro Nelson Rodrigues, fotografado pela sua fã de carteirinha, esta blogueira que vos tecla.
Palhaço Xuxu só até domingo no Teatro Nelson Rodrigues. Quem ainda não viu terá mais uma chance de ver um Mestre da nobre arte do palhaço.

15.7.09

II FESTIVAL CONTEMPORÂNEO DE CENAS CURTAS
DIZINBOLSA selecionado.
Na próxima sexta-feira, dia 17, às 21,30 hs. na sede do Teatro Contemporâneo na Conde de Iraja 253, em Botafogo, terá início a segunda edição do Festival Contemporanero de Cenas Curtas, e na sua segunda edição, em parceria com o Espaço Tápias Escola de Dança. O Festival de Cenas Curtas, segundo os seus organizadores, tem o objetivo de abrir espaço para novas idéias, novas propostas, e principalmente voltado para os novos artistas desconhecidos de todo o Brasil.
O Festival antenado com as tendencias contemporâneas vai mostrar trabalhos nas areas de dança, teatro, poesia e performances.
O Festival de Cenas Curtas foi idealizado e produzido pela Cia de Teatro Contemporâneo. A companhia criada em 1998 pelo ator, autor, diretor, professor de teatro, DINHO VALLADARES. O Dinho é um jovem corajoso que ousou além de manter por vários anos um teatro de repertorio com a sua companhia, decidiu criar um espaço teatral nessa nossa cidade, tarefa destinada aos raros e benditos audaciosos.
E, em 2004, a Cia. de Teatro Contemporâneo adquiriu a sua sede própria - um velho casarão de 1910, na Rua Conde de Irajá 253, entre as ruas Voluntários da Patria e São Clemente, em Botafogo.

DIZINBOLSA, foi selecionado para apresentação no II Festival de Cenas Curtas, e esta blogueira vai apresentar na sexta-feira, dia 17, a primeira parte do trabalho que foi apresentado no Festival de Curitiba. Fica aqui o convite para os amigos, leitores, os meus seguidores aqui do Rio. Sorry periferia... (como diria o Ibrahim Sued) mas este weblog já tem nove seguidores.

Aqui no site da Cia. de Teatro Contemporâneo, todos os detalhes de horários e preços etc. e tal.

30.6.09


Pina Bausch *27/ju1ho/1940 +30/junho/2009

A coreógrafa e bailarina alemã Pina Bausch morreu na manhã de hoje (30/06), aos 68 anos, na Alemanha. A notícia foi dada por um porta-voz do Tanztheater Wuppertal, companhia dirigida pela artista, que informou que ela soube que estava com câncer há apenas cinco dias.
Pina nasceu em 27 de julho de 1940, em Solingen, na Alemanha. Começou seus estudos em dança em 1955, na escola Folkwang, de Essen, e depois foi para Nova York. Regressou à Alemanha em 1962 para integrar a companhia de Kurt Jooss, onde começou a desenvolver a dança-teatro que revolucionou a forma de dançar e tornou seu trabalho admirado em todo o mundo. Desde 1973 ela dirigia o Tanztheater Wuppertal, com o qual dançou no último domingo (28/06).
Entre as produções mais conhecidas de Pina estão Komm tanz mit mir (1977), Keuschheitlegende (1979), Café Müller (1978) e a versão de A Sagração da Primavera (1975). Em 2007, ela ganhou o Prêmio Kyoto, em homenagem a sua obra, que rompeu as fronteiras entre dança e teatro. Em setembro está programada a vinda do Tanztheater Wuppertal a São Paulo, quando será apresentado o mesmo programa que a companhia trouxe ao Brasil em 1980 (primeira turnê brasileira), com Café Müller e A Sagração da Primavera.
Fonte: Revista idança

20.6.09


Batismo do TEATRO ANGEL VIANNA

Na próxima segunda feira, dia 22, às 19hs., o espaço cênico do Centro Coreografico da Cidade do Rio de Janeiro, vai ser batizado com o nome da Mestra Angel Vianna,
em uma homenagem com uma grande festa com a presença da Secretária Municipal de Cultura Jandira Feghali e apresentações de bailarinos e coreógrafos formados na Faculdade e Escola Angel Vianna e muitos outros artistas e admiradores.

Na ocasião, ANGEL VIANNA também participará do evento dançando sua mais recente criação: o solo ATEMPO - Comentário Corporal.

O evento promovido pelo Centro Coreografico faz parte da Semana Angel Vianna, uma homenagem à nossa grande Mestra que aniversariou no dia 17. Do dia 20 ao dia 25 de junho, estão programados espetáculos, oficinas, filmes, palestras, debates e performances.

Centro Coreografico da Cidade do Rio de Janeiro
Rua José Higino, 115 - Tijuca tels. 2570-1247 2268-7139

Programação completa da Semana Angel Vianna no Artimanhas

14.3.09


Parte interna do Memorial de Curitiba

Parte externa do Memorial de Curitiba

QG DO FESTIVAL

"QG do Festival" é como está sendo chamado o imponente espaço do Memorial de Curitiba, localizado na parte historica da cidade, contrastando com as muitas construções antigas. Estive em Curitiba na semana retrasada, quando fui conhecer o teatro onde vou me apresentar. Amei. O Espaço Cultural FALEC o teatro mais charmoso e confortável da cidade, disseram algumas pessoas da clase teatral.

E, na ocasião, fui conferír in loco a beleza do lugar e a grande movimentação do pessoal da coordenação do festival que já está ocupando todo o terceiro andar do Memorial, alguns festivaleiros e o publico que circula pelo espaço do Memorial. A cidade de Curitiba já está no clima do festival com cartazes espalhados por toda a cidade. Estive também no terceiro andar do Shopping Mueller com as filas movimentadíssimas para a compra de ingressos para o festival. E lá fiz minha propaganda boca a boca com as simpaticas meninas da recepção e coloquei lá os folders de Dizinbolsa.

Inaugurado em 1996, o Memorial da Cidade é um espaço dedicado à memória, às artes e à cultura de Curitiba. Nesse espaço, o público pode assistir a apresentações cênicas e musicais, ver exposições de arte, assistir a palestras ou participar de cursos sobre arte e cultura.

PS. Na minha chegada ao Memorial, ainda no térreo, fui carinhosamente recepcionada pelo Fernandinho. Ele é descendente de índios guaranís, funcionário e uma espécie de relações publicas do Memorial, com historias incríveis para contar. Uma pessoa interessantíssima, amigo do escultor Franz Krazberg de quem foi hóspede na árvore-casa do Krazberg na Bahia.

Diga lá ...

9.11.08


Fragmentos da minha performance "Dizinbolsa" no Circo Voador.


Performance na escada em caracol projetada pelo arquiteto Oscar Niemmeyer
para o Teatro Popular de Niteroi.

1.11.08

UPDATE
AMBIENTE de Beckett

Fui à estrèia do Panorama de Dança no Teatro João Caetano. Os seus 1222 lugares estavam ocupados pelo povo da dança, do teatro e áreas afins, mais o público comum que frequenta o João Caetano.

Maguy Marin, a coreógrafa e bailarina francêsa que criou o grupo, em 1978, trouxe ao festival o seu último trabalho, UMWELT (que significa AMBIENTE) considerado pela crítica mundial uma obra prima.
UMWELT é inspirado no teatro de SAMUEL BECKET (1906-1989), assim como foi "May B", outro espetáculo da Cie. Maguy Marin.

Estudiosa e pesquisadora de Beckett, assistí maravilhada a transposição para a dança contemporânea das idéias de Samuel Beckett - dramaturgo irlandês autor de "Esperando Godot", foi também poeta, novelista, tradutor, ensaista, diretor teatral e o ganhador do Premio Nobel, em 1969.

A maturidade do grupo e a intimidade que demonstra com o pensamento de Beckett está no palco em ações simples do cotidiano consegue passar o vazio da existencia.
O som repetitivo, tenso e monótono, o vento intermitente e o cenàrio com as duas fileiras de espelhos (lindo) criaram o clima, l'ambiance beckettiana. E aos poucos vão surgindo as referencias explícitas às suas peças como Ato sem palavras I (Sergio Brito iria adorar), Esperando Godot, a personagem Winnie de Dias Felizes, Comédia, Catastrofe, na cena final.

Aplaudi em pé, ao gritos de bravo (com pronúncia francesa, exibida que só)! No final, metade da platéia tinha ido embora, e a outra metade que ficou aplaudia com reservas, mas levantaran no final para aplaudir os bailarinos ao som de muitos bravos.
UMWELT é o tipo de trabalho que ou você embarca na proposta e viaja para chegar a algum lugar ou a lugar nenhum, ou levanta e sai nos primeiros minutos. Voilá.


UMWELT- Samuel Beckett na dança contemporânea
A Cie. Maguy Marin está de volta ao Brasil. Considerado pela crítica mundial uma obra prima, Umwelt é inspirado em textos do irlandês Samuel Beckett e aborda a falta de significado e expressão na existência humana. No palco, em meio a duas fileiras de espelhos em posições alternadas, os intérpretes aparecem e desaparecem representando atos corriqueiros como lavar o chão ou embalar um bebê. O público acompanha as ações típicas do dia-a-dia de qualquer pessoa numa seqüência entrecortada pelos espelhos, que tomam conta da extensão do palco. Umwelt é um espetáculo visual impactante com cenário surpreendente.

A dança contemporânea toma conta do Rio de Janeiro até o dia 9 de novembro, na 17ª edição do Panorama de Dança. O festival traz para a cidade artistas de quatro continentes, com espetáculos de graça e a preços populares (o mais caro custa R$16, e o mais barato R$ 3).

Ao todo serão 70 apresentações com a participação de 35 companhias nacionais e internacionais. Assim como nos anos anteriores, o Panorama irá a bairros da Zona Sul e Centro, além de Zona Norte e da Baixada Fluminense.
Nos espaços no entorno da Praça Tiradentes e nas estações do Metrô Rio, as apresentações serão gratuitas. Uma novidade será um novo espaço de convivência, a Sala das Machinas, no prédio do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), no Flamengo, Zona Sul do Rio, onde haverá instalações, palestras e espetáculos, além da videoteca do festival e outras atividades e festas.

Além da Cie Maguy Marin, o japonês Yuzo Yshiyama, o argentino Edgardo Mercado, o carioca Bruno Beltrão de Niteroi, o português Tiago Guedes, o iraniano Hooman Sharifi, a sul-africana Nelisiwe Xaba, a cia italiana Deja Donné e o suíço Thomas Hauert.

Entre as companhias cariocas cariocas, o novo e já disputado na Europa “H3”, de Bruno Beltrão, e os novos trabalhos de Cristina Moura e Ricky Seabra. Ainda entre os brasileiros, a baiana Dimenti traz seu escracho inédito para o Rio e o coreógrafo mineiro Mario Nascimento apresenta estréia sua nova criação.
Clique aqui para conferir a programação completa com preços e locais dos espetáculos no site do festival

Mais video do "UMWELT" - un cadeau pour vous et pour moi.

29.10.08

MOLA 2008 - performance interferencia no pátio e escadas externas do Circo Voador. Work in process da peça "Dias Felizes" de Samuel Beckett.
Vai clicando aqui que chega lá no vídeo. São fragmentos do trabalho. Estou aprendendo a postar vídeos aqui no blog.

17.9.08

Dizinbolsa no MOLA 2008
É com muita alegria que esta escriba comunica que a sua performance acaba de ser selecionada (entre mais de duzentos projetos) na categoria artes cênicas para a quarta edição do MOVIMENTO LIVRE DE ARTES - MOLA 2008, que acontece anualmente no CIRCO VOADOR, no mês de outubro. Na íntegra, o e-mail recebido dos organizadores e a relação dos contemplado pelas bençãos voadoras:

Galera,
Gostaria de agradecer a todos que se inscreveram para participar da Mostra Livre de Artes 2008 (MOLA) na área de cênicas.
A seleção foi um processo muito difícil, já que neste ano recebemos mais de 200 inscrições e muitas de qualidade.
Selecionamos algumas propostas para o ano de 2008.
O nosso critério principal foi a qualidade e adaptação em espaços alternativos, como as propostas que entenderam o conceito do Projeto MOLA e se adequaram facilmente a estrutura que o Circo Voador dispõe para espetáculos/ esquetes e performances.

A parte de Artes Cênicas do evento ainda é uma vertente que precisa crescer. Temos pouco tempo para tantas propostas e também não oferecemos uma estrutura que o teatro pede. Por isso, a cada edição, procuramos melhorar e aperfeiçoar essas estruturas.

Acreditamos na força impulsionadora do MOLA para alavancar propostas de qualidades e por isso contamos com todos para as próximas edições.

Muito Obrigada!

Evóe Baco!

Merda!!

Os selecionados para a Mostra Livre de Artes de 2008 são:

PERFORMANCES

CONSTRUÇÃO – Cia PéNoAr
UNIÃO (Teoria dos Conjuntos) – Grupo 13 numa noite
CARTOGRAFIA DO CORPO - Marcus Vinícius
NANASSÁ; NUNCA E ÁFRICA - Grupo Teatral Vívidos
DIZINBOLSA - Ruth Mezeck
O ARTISTA IDEAL - Cia. do Ator Social
LABIRINTO- 13 Numa Noite
BALDEAÇÃO - Coletivo Liquida Ação
FUNK – SE QUEM QUISER - Núcleo de Pesquisa MobiCatena
PALAVRA PROIBIDA – Fórceps
DOIS BANQUINHOS - Vinicius Longo/André Luiz
CHUPARINA - Mc Chuparina e Banda
O GRANDE ENCONTRO – André Garcia Alvez
MIUDO - Grupo Miúdo
POESIA POR NÓS

ESQUETES

O Monótono de HAMELET – Paulo Pereira
VIDA DE BONECA - Fernanda Machado
O QUE É? O QUE É? - B dos R P Cia Teatral
O PRECONCEITO DA MALDADE CONTRA O SANTO BASEADO – Carlos Lencinho
A FAXINA - Cia Flor no Peito

ESPETÁCULOS

QUEM DISSE QUE PAPA NÃO FUMA ? – Cia Festeira
GIGANTES PELA PRÓPRIA NATUREZA - Grande Cia Brasileira de Mysterios e Novidades
TEREZA LUCRÉCIA – Teatro Itinerante
A FILHA DA CHACRETE - As Julietas
OS AVIÕES NÃO ESPERAM - Direção Teatral da UFRJ

MoLa - Mostra Livre de Artes
Artes Cênicas

Clara Soria
Gustavo Fernandes


A minha performance DIZINBOLSA, é um work in process de "Dias Felizes" de Samuel Beckett que se propõe a uma interação singular com o espaço e com o público, tendo um forte caráter de intervenção.
Dizinbolsa estreou em maio no Parque Lage, e no mês de junho foi apresentada no RioArtmosfera, e mais recentemente foi selecionada para participar da Mostra Paralela no I Festival de Esquetes de Niteroi, e agora no Circo Voador - MOLA 2008. Pas mal, non?

28.8.08

WORKSHOPS GRÁTIS
O IV Encontro do Corpo na Dança e no Teatro - Técnica Klauss Vianna, de 2 a 7 de setembro no Espaço SESC-Copacabana, já está fazendo as inscrições pelo telefone
21/2551-0099 na FAV - Faculdade e Escola Angel Vianna.
A programação completa workhops, ministrantes, curriculos,
horários, etc... estão postados aqui no Artimanhas

22.8.08


Teatro Popular de Niteroi - mais conhecido como o Teatro do Oscar Niemeyer

É nessa escada que eu vou ...

Parte externa do Teatro Popular de Niteroi

Vou performar na escada em caracol no Teatro do Oscar Niemeyer

Meninos, eu vou apresentar a minha performance DIZINBOLSA na parte externa do Teatro Popular de Niteroi. Vou performar naquela maravilhosa escada em caracol (na foto acima) localizada na parte detrás do TPN - ao lado do bar.

É a primeira vez que esse espaço do prédio projetado pelo Oscar Niemeyer é utilizado para performance. Antes, nunca foi usado para qualquer outra manifestação artística. E, assim eu tenho a honra e o privilégio de estreiar um novo espaço cênico no Teatro do Oscar Niemeyer.

Historico da performance - do Estado Beckett à Dizinbolsa

DIZINBOLSA é um work in process da peça teatral Dias Felizes de Samuel Beckett, com um forte caráter de intervenção e/ou performance, e que se propõe a uma interação singular com o espaço e o público.

Em termos de linguagem cênica, "Dizinbolsa" pesquisa na prática as
possibilidades expressivas da performance baseada em objetos, tendo
como proposta cênica discutir questões como memória, identidade,
autenticidade e representação.

Esse trabalho teve um primeiro momento no ano passado, com outras pesquisas cênicas, com direção do bailarino, coreografo e diretor teatral Guto Macedo, e foi apresentado nas escadarias externas do Circo Voador no Projeto MOLA 2007, e nas escadarias do casarão da UNEI em Santa Teresa, no Arte de Portas Abertas, entre outros espaços, com o título de ESTADO BECKETT.

Em março, desse ano, eu continuei com o processo, incluindo outras pesquisas cênicas. Dessa vez,incorporando ao trabalho a performance com objetos, a partir de uma oficina com Nadam Guerra na EAV, no Parque Lage, eu criei DIZINBOLSA. Esse trabalho foi apresentado em maio no Parque Lage e no RioArtmosfera no mês junho.

I Festival de Esquetes no Teatro do Oscar Niemeyer
O I Festival de Esquetes de Niterói, estará acontecendo na próxima semana, de 28 a 31 de agosto, no Teatro Popular de Niteroi, popularmente conhecido como Teatro do Oscar Niemeyer, que foi inaugurado em abril do ano passado dentro das comemorações do centenário do arquiteto. O I Festival é uma promoção da Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação de Arte de Niteroi, e produzido pelo ator e produtor teatral Fabio Fortes.

Segundo os seus organizadores, o I Festival de Esquetes tem como objetivo fomentar a produção teatral da cidade, incentivar o estudo e os debates sobre artes cênicas, incentivar a criação de novos grupos teatrais no município, abrir espaço para produções teatrais de outras localidades, promover o encontro de artistas e técnicos da área e inserir Niterói no roteiro dos festivais de teatro do Estado do Rio de Janeiro.
O I Festival conta com três mostras simsultaneas: Mostra Competitiva - prêmio em dinheiro para melhor atriz, ator,diretor e melhores esquetes; Mostra Paralela - performances,dança, tearo, música e artes plasticas e a Mostra de Niteroi com cinco esquetes de artistas niteroienses.


Foram 245 inscritos de 5 diferentes estados brasileiros. A comissão de seleção composta pelas Professoras Doutoras da UNIRIO, NARA KAISERMAN e ELZA DE ANDRADE e pelo diretor teatral DEMETRIO NICOLAU, pôde constatar a grande diversidade e a consistência das propostas apresentadas.

DIZINBOLSA, performance de minha autoria - um work in process da peça Dias Felizes de Samuel Beckett foi selecionada na Mostra Paralela do I Festival de Esquetes de Niteroi.

Fonte:aqui no site da Prefeitura de Niteroi.

16.8.08

Recebi por e-mail da Ariane Minouchkine do Théatre du Soleil.Sem palavras.
Pekin/2008
J.O.Pekin
Os três vídeos do Soleil estão no YouTube, onde é possível ler os comentários e a repercussão deles no mundo


PEKIN 2008Cliquez Regardez Refléchissez Et si vous adherez, alors, diffusez. Oui surtout, diffusez! Un grain de sable peut faire crisser la plus puissante des machines Mille grains de sable ...

24.6.08


Ruth Mezeck performando no Rio Artmosfera
Foto de Thomas Kaufman
Para quem não viu a minha performance DIZINBOLSA na sexta feira passada no
Rio Artmosfera, vou repetir agora
na próxima sexta, dia 27. Não vá ou se arrependerá para sempre...

UPDATE: Comunicado do Thomas Kaufman - o performer voador

Queridos Amigos do Rio Artmosfera

Nesta sexta-feira, dia 27 de Junho de 2008 terá o encerramento dessa temporada do Rio Artmosfera no
Art Hostel Rio, Rua Silveira Martins 135, Catete
Dessa vez com mais que 60 artistas participando.

Dois participações especiais: A performance Baldeação do Coletívo Líquida Ação, dirigida por Elo Brantes
e os convidaos especiais o grupo "Conexão Barrulho" de Eduardo Ribeiro
E muito mais atrações, música, performances e obras.

A programação completa está no Blog

http://rioartmosfera.blogspot.com/

No mesmo dia vai ser a despedida do Thomas Kaufmann, que se (temporariamente) retira do Artmosfera e do Rio de Janeiro, para voltar em outubro desse ano.

Aguardamos você
Mauriçio Theo
Thomas Kaufmann
e Artistas e Equipe

20.6.08

DIZINBOLSA no RIO ARTmosfera

Pois é, queridos, estarei apresentando hoje a minha performance das bolsas.
Espero vocês lá no Rio Art Hostel, a partir das 20 hs. na Rua Silveira Martins, 135 - no Flamengo.
Todas as sextas feiras de junho vem rolando o coletivo de Arte Rio Artmosfera na produção artística do Thomas Kaufman - artista plastico e performer voador.
Para saber mais sobre o RIO ARTmosfera, na Revista Rio Show do jornal O GLOBO de hoje, tem uma reportagem especial intitulada Pintando o sete no velho casarão assinada pelo antenado reporter João Sette Camara.
Visitem o blog do RIO ARTmosfera, onde tem todos os detalhes das festas e um texto e fotos do Dizinbolsa.

O performer voador e a Noiva Açougueira
Ontem, na inauguração do CABARET CRU, em Botafogo, (para quem não sabe, fica na Rua São João Batista, 14 no PISTA 3), Thomas Kaufman, o anfitrião, produtor e apresentador do Cabaret, junto com a Noiva Açougueira, voou - literalmente, de cima de uma das mesas no fundo da platéia para a frente do palco, onde a incrível, a indizível Luiza Baratz se apresentava com a Banda Anfitriã. Surreal.
Aliás, meus queridos, vocês vão ouvir falar muito dessa banda que tem no vocal a Noiva Açougueira - agora vegan, segundo declarações da própria aos seus fãs e admiradores que lotaram ontem o mais novo point descolado da city.

14.6.08


PETER BROOK NO RIO COM SAMUEL BECKETT
Na quinta, sexta, sabado e domingo, de 26 a 29 do mês em curso,o Theatre des Bouffes du Nord, com sede em Paris, dirigido por Peter Brook vai estar apresentando três peças curtas de Samuel Beckett, "Fragments", no Teatro I do CCBB. Milagres existem. Mas eu só vou acreditar nesse milagre com os meus ingressos na mão.

Trata-se de montagem integrante do Festival de Teatro de Londrina,o FILO que este ano comemora 40 anos reunindo artistas da cidade e da região, grupos de renome nacional e mostra internacional de artes cênicas.

"FRAGMENTS" reúne cenas inspiradas em textos curtos de Samuel Beckett: o encontro do músico cego e o morador de rua em cadeira de rodas, que alcançam a condição de mútua dependência rabugenta; o drama sem palavras de duas personagens que oscilam entre a desconcertante alegria e a obstinada tristeza; a história de três idosas sentadas num banco de parque, reféns de uma situação: quando uma sai, as outras compartilham um segredo sobre ela. Ou ainda a mulher embalada na cadeira de sua mãe morta, escutando o som da própria voz enquanto gradualmente se despede da vida.

Essa notícia saiu na coluna do Macksen Luiz, quinta-feira, no Jornal do Brasil. Assim que eu lí tão auspiciosa notícia telefonei para o CCBB, e fui informada que os ingressos para a temporada estarão disponibilizados, a partir de terça-feira, dia 17. . Vou madrugar na fila. Para os espetáculos do Eugenio Barba no ano passado eu cheguei as sete da madruga e a fila já era considerável.

Teatro I
26 a 29 de junho
Quinta a domingo - 19h30
Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB
Rua 1o. de março 63
Tel. 3808-2020
Ingressos á venda a partir de terça-feira, dia 17 de junho

4.5.08


Homenagem ao Mestre Klauss Vianna
Na próxima terça-feira, dia 6 maio, no SESC-Copa,Sala Multiuso, a partir das 20 hs. lançamento do site e do projeto Klauss Viana. O evento já aconteceu em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador, no mês passado, com a presença da Mestra Angel Vianna. Paula Grinover é a responsável pela criação do projeto.
Estão todos convidados, especialmente o povo da Angel.

3.5.08


Objeto Performance
É com muito prazer e alegria que eu venho convidar vocês para a minha performance no próximo sábado, dia 10 de maio, das 14 às 17hs., na Escola de Artes Visuais - Parque Lage, quando será apresentada uma mostra de trabalhos dos alunos da oficina de performance e de artistas convidados, encerrando o curso Objeto Performance, ministrado por Nadam Guerra. Entrada franca.

A oficina de dois mêses, março e abril, teve como objetivo pesquisar na prática, corporalmente e coletivamente, as possibilidades expressivas de performances baseadas em objetos, formas e outros materiais, criando ações para o desenvolvimento de linguagens pessoais híbridas com diversas abordagens da performance como arte.

A mostra estará celebrando o início do curso, dia 5 de maio, Arte Viva: encontros, vídeos, corpos e outros dálogos com Alexandre Sá, Daniela Mattos e Nadam Guerra, no dia 5 de maio, na Escola de Artes Visuais - Parque Lage.

Objeto Performance
Mostra de trabalhos da oficina de performance e convidados

Alexandre Sá
Amélia Sampaio
Carol Chediak
Chuva de Nanquim
Daniela Mattos
Daniel Toledo
Doreen Mehner
Gabriel Leirbag
Michele Campos
Rommel Cerqueira
Roselane Pessoa
Ruth Mezeck

Organização: Nadam Guerra

EAV Parque Lage
Sábado 10 de maio, das 14 às 17h
Entrada franca.
Rua Jardim Botânico 414, Rio de Janeiro
Tels. 2538-1091/1879

7.12.07






A gorda Mrs. Rooney (essa blogueira) em algumas cenas da peça radiofonica de Samuel Beckett "Todos os que caem", apresentada no Teatro SESC-Tijuca, no Rio de Janeiro.

Todos os que caem
é a peça radiofonica de Samuel Beckett (1906-1989) na tradução primorosa da Fátima Saadi que será apresentada no
sabado dia 8 às 17hs. e
domingo, dia 9, em duas sessões às 17 e às 20hs.
Entrada franca mediante convite,
no Teatro do SESC-Tijuca II

Essa montagem é o resultado do final de curso do meu grupo de estudos de Beckett, durante o ano todo no SESC-Tijuca. O curso "O jôgo de Beckett" destinado a atores, diretores e estudantes de artes cênicas, foi ministrado pela atriz, diretora e doutora em artes cênicas, Isabel Cavalcanti, dentro do Projeto do CEAE - Centro de Estudo Artístico Experimental, coordenado pela Ana Kfouri.
O CEAE, no seu sétimo ano atividades, é um espaço dedicado à experimentação e à investigação artística.

"Todos os que caem", escrita em 1956, a pedido da BBC, é a primeira peça radiofonica de um dos mais importantes e singulares autores do século XX, e um dos mais estudados no mundo todo.
Esse texto é peculiar, dentro da vasta obra beckettiana ( peças teatrais, romances, contos, novelas, peças para radio, poesia, ensaios, tradução e um roteiro para cinema "The film" com Buster Keaton no papel principal ), pelo virulento tom de protesto, existencial e religioso, começando pelo título da peça derivado de um salmo bíblico, alvo de escárnio pelo casal de protagonistas, Mrs Rooney - a personagem que eu interpreto, e o seu marido, Mr. Rooney (o velho cego Dan).
A minha personagem, a Mrs Rooney, num dialogo com o marido, respondendo à sua pergunta sobre o título do sermão de domingo, responde:

"O Senhor sustém todos os que caem e eleva todos os que estão prosternados." (Silêncio. Caem ambos numa gargalhada selvagem...) Entre parentesis, a rubrica do Beckett.
Sentiram a responsa? Mrs. Rooney é um raro presente para uma atriz.

UP DATE: Se alguem tiver agenda livre, passe um mail ou me telefona. Eu tenho ainda alguns convites para qualquer um dos dias.

19.11.07

O Olhar que não vê diferenças, vê pessoas.

Reportagem á pagina 15 do jornal NA LUTA - Informativo para pessoas com deficiência, traz a Mestra Angel Vianna, professora e fundadora da faculdade que leva o seu nome, falando sobre sua trajetoria que a tornou referencia na dança e na formação de professores de recuperação motora. São entrevistadas ainda três professoras de recuperação motora formadas pela FAV.
Eu sou a de macacão verde na foto da matéria.
Esse é o primeiro numero do jornal que tem como patrono o músico HERBERT VIANNA. Nas páginas de 6 a 11, traz uma entrevista com o líder do Paralamas, falando da sua experiência e da sua luta.

15.11.07

Cena do filme de Rogerio Sganzerla, "O Signo do Caos". Daesquerda para a direita, Otávio Terceiro, Eduardo Cabús e Helena Inês.
Alquimias do afeto: a rosa lilas no meu camarim

Tenho um amigo muito especial, desses cavalheiros á moda antiga, um perfeito gentleman, pródigo em gentilezas às suas amigas. Esse raro espécime da raça, numa estréa teatral minha, ele compareceu levando de presente uma rosa plantada e cultivada por ele no jardim da sua casa em Botafogo. Mas não era uma rosa de cor comum - branca, vermelha, rosa ou amarela. Nada disso. A cor foi pesquisada, nessas alquimías loucas que só ele sabe fazer, criando uma rosa de cor lilas.

A rosa lilas enfeitando o meu camarim, foi um sucesso de público, tâo comentada quanto a peça representada em francês, MADAME BOVARY, de Gustave Flaubert do grupo Les Nouveaux Comediens de L'Orangerie, com a adaptacion et e mise en scene de Savas Karydakis, e da qual eu integrava o elenco, nos anos noventa, no Teatro da Aliança Francesa de Botafogo.

Por essas e outras, o meu amigo Eduardo Cabús é especial para mim. Além desse talento de alquimista e jardineiro, é um connaisseur da cozinha francesa, e, especialmente da cozinha baiana, sendo também um emérito cozinheiro. Os jantares chez-lui são memoráveis. Quem foi convidado uma vez para esses seletos ágapes, sai de lá implorando aos deuses para ser convidado novamente.

Afetos e Perceptos - Eduardo Cabús e O Rei da Voz

Diretor teatral, ator, professor com formação pela UFBaia, tendo estudado e morado na Europa nos anos setenta. Estudou teatro em Paris e Lion, em Roma na Academia Silvio D'Amico, em Madri, e em Nova Delhi estudou na Academia de Teatro e no Instituto Asiatico de Cultura e Teatro Oriental. Uma vez, na sua casa, ele me mostrou diplomas, certificados, cartazes e o escambau desses aprontos dele na Europa.

Trabalhamos juntos em várias ocasiões, inclusive no cinema, quando contracenamos no filme de Rogerio Sganzerla o O Signo do Caos, onde ele interpretou um dos personagens principais. No nosso métier, a gente convive algum tempo durante um determinado trabalho, vira quasi uma família, e depois cada um segue para outras cenas em outros palcos da vida, mas a amizade e o carinho quasi sempre permanecem.

Pois é, esse querido andava sumido da minha vida, há algum tempo. E eu não sabia o que ele andava aprontando. E, finalmente agora foi explicado o seu sumiço. Ele está ensaiando há vários mêses a peça musical Francisco Alves - O Rei da Voz, que estréia dia 7 de dezembro no TEATRO BIBI FERREIRA, do CENTRO CULTURAL EDUARDO CABÚS. Bien sûr.

28.10.07

LAGARTA VOLTA À LAPA E NÃO CAI DO TRAPÉZIO
Fotos da performance beckettiana no Circo Voador, no encerramento da terceira edição do MOLA 2007 - Mostra Livre de Artes. As fotos são da autoria da Soraya Jorge -bailarina, coreografa, professora de dansa na pós graduação da FAV-Faculdade Angel Vianna, e fotografa por amor.
Eu e o Guto na primeira cena da performance, entrando na pista do Circo Voador. Esse estranho e inusitado casal dansando uma valsa ao som de um pop rock da banda Kassin+2 no meio daquela gallera teen foi algo surreal, paranormal e surpreendamental.
A cena é uma RE-PARADA VOADORA - um devir deleuziano da atriz Ruth Mezeck, debaixo das palmeiras imperiais plantadas no Dia da Árvore, em setembro de 1982, quando aconteceu a Surpreendamental Parada Voadora 2 (a 1 foi no Arpoador), no centro do Rio com destino aos Arcos da Lapa, onde estava sendo armado o Circo Voador.
O Ernesto filmando uma cena no pátio do Voador, sendo refletido no espelho que o personagem Willie (Guto Macedo) carrega o tempo todo nas suas costas.
O personagem Willie (Guto) numa cena no topo da escada do lado esquerdo do Circo Voador.