Seguidores

15.9.09


Na foto de Ernesto Sena, Palhaça Sassah, a atriz/palhaça Ruth Mezeck, que está na programação do festival de comicidade feminina ESSE MONTE DE MULHER PALHAÇA. Essa é a terceira edição do festival que conta com apresentação de espetáculos, oficinas e palestra.
De 22 a 27 de setembro, o Espaço Sesc recebe o projeto "Esse Monte de Mulher Palhaça", o único festival Nacional e Internacional realizado no Brasil e o terceiro no mundo que discute a atuação da mulher na comicidade - uma renovação para o cenário cultural. A programação conta com palestra e oficinas gratuitas e espetáculos a preços populares.

Idealizado e coordenado pelo grupo "As Marias da Graça", o projeto tem como foco principal a mulher palhaça brasileira. O Festival pretende criar um espaço de reflexão e ação, com a intenção de ampliar a atuação dessas artistas no mercado cultural em diferentes Estados do Brasil. É o reconhecimento e a homenagem que faltavam às mulheres, que escolheram a arte do riso como função.

Serão 11 espetáculos apresentados só por mulheres. Entre as convidadas confirmadas, para esse ano, estão: Andréa Macera, do grupo Barracão Teatro (Barão Geraldo, Campinas), Adelvane Néia comemorando os 20 anos da Palhaça Margarida, Manuela Castelo Branco (Brasília), Antonia Vilarinho (Brasília), Circo Guaraciaba (Sorocaba), Raquel Franco (São Luís, Maranhão), As Claurinas (bailarinas cômicas, Niterói) e as atrações internacionais Elke Maria Riedman, Áustria; Jeannick Dupont, França; Marina Barbera, Argentina e Célia Ruth Chachuaio, Moçambique.

OFICINAS
Durante o Esse Monte de Mulher Palhaça vão acontecer duas oficinas: uma da Jeannick Dupont, para palhaças profissionais e uma da Flávia Reis para iniciantes.
- Espaço SESC: Oficina de comicidade – 22 a 25 de setembro 14h às 17h.
Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Ministrante: Jeannick Dupont (França)
Somente para palhaças profissionais / 12 vagas

"As alunas trabalharão as relações de poder entre duas parceiras, ou mesmo três através de jogos corporais e rítmicos e de exercícios de improvisação, Conflitos, níveis de poder, mas também cumplicidade! Como encontrar o prazer, as variações e as emoções que nascem desta relação clownesca ancestral entre o Branco e Augusto"

- Espaço Cultural Sergio Porto: 22 a 25 de setembro terça a quinta de 14h às 17h e sexta de 13h às 16h.
Rua Visconde Silva s/n, Humaitá
Ministrante: Flávia Reis
Público alvo: atrizes, atores, estudantes de artes cênicas e iniciantes na arte da palhaça/o
Flávia Reis é coordenadora artística do grupo Roda Gigante que há 14 anos pesquisa a potência da/o palhaça/o como dispositivo transformador do cotidiano de hospitais da cidade do Rio de Janeiro. As intervenções do grupo buscam encontros que potencializem a ação criativa dos artistas bem como a de seus interlocutores. Nesta oficina trabalharemos sobre este espaço que se estabelece entre o artista e o espectador para que a/o palhaça/o exista.

Através de jogos e brincadeiras os participantes poderão exercitar alguns princípios que regem a atuação da/o palhaça/o na sua busca por encontros que promovam a alegria: a ação no tempo presente, a escuta, a capacidade de afetar e ser afetado, a consciência do seu potencial de comunicação e a improvisação.

PALESTRA

Papo-Cabeça Palhaça
25 de setembro às 11h.
Bate-papo entre as artistas do festival, e representantes da sociedade com objetivo de traçar planos para o fortalecimento da mulher palhaça no Brasil e ações de intercâmbio.
postar um comentário

Nenhum comentário: