Seguidores

31.7.03

O pregoeiro Márcio Libar pelos confins do Brasil

É com grande prazer declarado explícita e virtualmente que Márcio Libar leva o seu espetáculo O Pregoeiro, a oficina A Nobre Arte do Palhaço e a palestra Educação para a Autonomia para além do Rio de Janeiro passando por Paraná, Acre, Roraima, Amapá e Tocantins, na 3a. Etapa da Turnê Palco Giratório do SESC Nacional. São ao todo 16 cidades e 6 estados brasileiros privilegiados por esse surpreendamental projeto.

E o Márcio Libar surpreende a torcida com uma notícia prá lá de ótima: "para que você possa acompanhar a nossa viagem dia-a-dia, acesse o site www.mundoaocontrario.com.br, onde vamos ter o nosso Diário/Blog contendo fotos e um relato de toda a nossa aventura que vai durar 46 dias.

ESTÃO TODOS CONVIDADOS!!!!! E para isso, envio as datas e locais de oficinas e espetáculos relacionados abaixo, convide os seus amigos que moram nestas cidades:
01 AGO - 15 h - Rio de Janeiro RJ/Sesc Tijuca - Espetáculo "O Pregoeiro"
02 AGO - 09 h - Rio de Janeiro RJ/Sesc Tijuca - Oficina "A Nobre Arte doPalhaço"
04 AGO - 20 h - Paranaguá PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
05 AGO - 14 h - Paranaguá PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
06 AGO - 20 h - Curitiba PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
07 AGO - - Curitiba PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
09 AGO - - Umuarama PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
10 AGO - - Umuarama PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
12 AGO - - Campo Mourão PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
13 AGO - - Campo Mourão PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
15 AGO - - Ponta Grossa PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
16 AGO - - Ponta Grossa PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
17 AGO - 20 h - Guarapuava PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
18 AGO -13 h - Guarapuava PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
20 AGO - 20 h - Francisco Beltrão PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
21 AGO - 18 h - Francisco Beltrão PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
24 AGO - - Cascavel PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
25 AGO - - Cascavel PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
27 AGO - - Toledo PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
28 AGO - - Toledo PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
30 AGO - - Paranavaí PR - Espetáculo "O Pregoeiro"
31 AGO - - Paranavaí PR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
02 SET - - Rio Branco AC - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
03 SET - - Rio Branco AC - Espetáculo "O Pregoeiro"
05 SET - - Boa Vista RR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
06 SET - - Boa Vista RR - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"
07 SET - - Boa Vista RR - Espetáculo "O Pregoeiro"
09 SET - - Macapá AP - Espetáculo "O Pregoeiro"
10 SET - - Macapá AP - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço" e Palestra "Educação para a Autonomia"
11 SET - - Macapá AP - Espetáculo "O Pregoeiro"
14 SET - - Palmas TO - Espetáculo "O Pregoeiro"
15 SET - - Palmas TO - Oficina "A Nobre Arte do Palhaço"

16 SET - FIM DA VIAGEM, UFA!!!! ESTAMOS VOLTANDO PARA O RIO DE JANEIRO.
Encaminhe este email para seus conhecidos nestas cidades, vai ser bom encontrá-los por aí......Qualquer dúvida com locais, datas e horários, mande um email para contato@mundoaocontrario.com.br

UPDATE: Atenção gALLera! Toda a sua atenção. Absolutamente imperdível o espetáculo, as oficinas, as palestras. Oportunidade rara. Esta escriba recomenda sem reservas e sem mais delongas.



Capitulei geral

Ainda bem que esse mês chegou ao fim. Aconteceu tanto diruim nessas férias que eu estou até bem felizinha e animada para voltar ao trabalho e às aulas, na próxima segunda feira, dia 3 de agosto. Tenho ainda mais dois dias de repouso depois de uma crise de coluna --tendinite do psoas -- que me levou ao hospital na semana passada. Descobri agora que a dor nessa cadeia muscular do psoas-ilíaco é páreo duro para a dor do trigêmeo. Quem mandou exagerar no carregamento de pêsos. Voilà.

Para encerrar comme-il faut o maledito mês de julho, recebí hoje, dia 30, pelo correio, uma multa do DETRAN, assim especificada: Capitulação 1 - Gravíssima. Infração 605-0 -- Avançar o sinal vermelho do semaforo ou o da parada obrigatória. Multa: R$ 191,54. Data da infração: dia 11 de julho às 15hs36.

Detalhe considerável, eu capitulei nessa exatamente no dia em que eu deveria estar nos States, na N.Y.U. -- abertura do Festival de Performance e Politica das Américas. Apesar dos preparativos todos, acabei não viajando por vários motivos, e o principal deles, pela demora do visto. Portanto, essa "Capitulação 1- gravíssima" é uma sabotagem interna para analista nenhum botar defeito. Às vezes, eu tenho medo do meu inconsciente. Se não prestar atenção nos sinais desse danado, de capitulação em capitulação, a gente só si damos mal...

25.7.03

Em tempo: A oficina de preparação do ator, O Jogo da Máscara Teatral,
ministrada pelo Grupo Moitará, será no
Condomínio Cultural,
da Cia de Mystérios e Novidades,
Rua Luis de Camões no. 2 --Lgo. de São Francisco - Centro RJ.


As inscrições ficarão abertas até sexta feira, 25/07.
Os interessados poderão enviar, por e-mail, uma carta de
intenção com uma pequena informação profissional,
Maiores informações :
( 55 21) 22 25 14 77
grupo.moitara@uolcom.br
Prorrogada a inscrição do workshop de teatro gestual da companhia francêsa

A Cia Dos à Deux, que está em cartaz no Sérgio Porto até o próximo domingo, dia 03 de agosto, com o espetáculo Aux pieds de la lettre, realiza um
workshop de teatro gestual, nos dias 30 e 31 de julho e 01 e 02 de agosto, das 14 às 18hs.
São 25 vagas. As inscrições são gratuitas e os alunos serão selecionados mediante ficha de inscrição a ser retirada (e entregue) no Espaço Cultural Sergio Porto, entre os dias 22 a 27 de julho (até domingo). O resultado será divulgado pelo telefone.
Mais informações pelo telefone do Sergio Porto: 2266-0896

UPDATE: Vale a pena correr até o Sergio Porto e garantir a sua vaga. Acompanho o trabalho, e sou fã do André Curti desde "À Fleur de Peau", da Denise Namura e do Michel Bugdhan, em Paris. Depois, aqui vi um trabalho da "Cie. Dos à Deux" no "Dança Brasil", no CCBB, Fulyô há dois anos, e que era um embrião do trabalho atual. Amei. A companhia tem um trabalho sério de pesquisa de dança-teatro e um reconhecimento internacional. Vaut la peine. Vraiment. Bien-sûr.
TEM FUZUÊ DOS MAIORES NA PRAÇA TIRADENTES

DIA 31 DE JULHO, a partir das 16hs. (na próxima quinta-feira) A PRAÇA TIRADENTES será invadida por artistas de circo, teatro de rua, mascates, farsantes e brincantes para um grande cortejo musical de abertura com os grupos Abayomi, Rio Maracatu, Tambor As Três Marias, Boi Cascudo, Céu na Terra, Jongo Dona Su e os Jongados na Vida.

E às 17hs. " Intervenções na rua". Espalhados por toda a praça, demonstrarão suas habilidades artísticas: a Cia. dos Mystérios e Novidades (da Ligia Veiga e os seus pernas de paus), Cabaré Volante, e as cabeludas palhaças As Marias da Graça, o Charles, o Centro Interativo de Circo, entre outros maravilhosos artistas.

E às 19hs. Espetáculo de Variedades. O CIRCO TOMARA QUE NÃO CHOVA, montado nessa praça para este notável evento, estará abrindo suas
portas, suas janelas, suas lonas para esse espetáculo com números engraçadíssimos, arrojados e pericuitantes (eu quís dizer perigosos) e emocionantes dos surpreendamentais artistas do Teatro de Anônimo, da Intrépida Trupe, Cia. do Público, Escola Nacional de Circo, Valdevinos de Oliveira, Irmãos Brothers, entre outros famosos circenses.

E as 21 hs. no TEATRO CARLOS GOMES, coquetel de lançamento do incrível, do sensacional numero primeiro, primeiríssimo, do 1o. CATÁLOGO CARIOCA DE TEATRO DE RUA E CIRCO CONTEMPORÂNEO.

Atenção gALLera! Esse evento vai conseguir reunir em único dia os melhores grupos de teatro de rua, de circo, de música popular, etc... Vou repetir um lugar comum: IMPERDÍVEL.




Cirquinho Tomara que não chova, do Teatro de Anônimo

20.7.03

Testando os comandos ... tá difícil postar ...
ENQUANTO HOUVER AMIZADE
Pode ser que um dia deixemos de nos falar.
Mas, enquanto houver amizade,
faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe.
Mas, se a amizade permanecer,
um do outro há de se lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos.
Mas, se formos amigos de verdade,
a amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos.
Mas, se ainda sobrar amizade,
nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe.
Mas, com a amizade
construiremos tudo novamente,
cada vez de forma diferente,
sendo único e inesquecível cada momento
que juntos viveremos e
lembraremos pra sempre.

Há duas formas de viver sua vida.
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre...


(Albert Einstein 1879-1955)

19.7.03



Domingo no Atêrro tem teatro de graça em festa da cultura popular

O Teatro Carlos Werneck, no Atêrro do Flamengo, realiza uma pequena Mostra sobre Cultura Popular. Uma viagem pelo Brasil e sua riqueza cultural onde o Cordel, o Mamulengo e o Boi, dão um pequeno apanhado da diversidade cultural do nosso País. A mostra teve início no dia 13 de julho e vai até o dia 3 de agosto. Vale uma ida ao Aterro no domingo de manhã, e levar as suas crianças. Vale também soltar a "sua criança" e participar dessa festa.
As Pelejas de Marieta e Simão Contra o Dragão da Maldade
Brincantes de Mamulengo, nesse domingo, dia 20 de julho, às 11 hs. da manhã, única apresentação.
Brincante Sandro Roberto, discipulo dos Mestres Valdeck de Garanhuns e Mestre Saúba com os quais aprendeu e tomou gôsto pelo ofício de mamulengueiro e artesão de bonecos.
A folia do boi no próximo domingo, dia 27 às 11hs, única apresentação.
Uma divertida montagem do Núcleo Trecos e Cacarecos, um dos mais destacados grupos de teatro de animação de São Paulo. Com música ao vivo, a proposta do grupo consiste em unir teatro de animação, atores e contadores de histórias em uma única linguagem cênica.
A Saga de Benedito, no domingo próximo vindouro, 03 de agosto, às 11 hs da manhã, apresentação única.
Formado pelos músicos, pesquisadores e educadores Wagner Chaves, Joana Lyra e Norma Nogueira, o grupo Trança de Folia tem como objetivo criar
espetáculos inspirados em temas da cultura popular brasileira que integrem
diferentes linguagens artísticas como a música, o teatro e as artes
plásticas.
TEATRO DE MARIONETES CARLOS WERNECK
Aterro do Flamengo, altura do n.o 300 da Praia do Flamengo
LOTAÇÃO 300 LUGARES -- PROGRAMAÇÃO GRATUITA
SEMPRE AOS DOMINGOS, SEMPRE ÀS 11H, SEMPRE GRÁTIS, COM SOL OU CHUVA.

O homem nasceu para aprender.
Aprender tanto quanto a vida lhe permita.

Quem me ensinou isso, foi o João -- o Guimarães Rosa.

18.7.03

Atenção, muita atenção gALLera!
Oficina do Moitará com vagas limitadas


O Grupo Moitará está abrindo inscrições para a oficina de preparação do ator, O Jogo da Máscara Teatral. Os interessados poderão enviar uma carta de
intenção, por e-mail, solicitando sua vaga. Serão sòmente 12 (doze) vagas. Corre lá e garanta o seu lugar.
A realização da oficina está prevista entre os dias 28/07 a 07/08, de 10hs. as 13hs., no Rio de Janeiro.
Maiores informações : ( 55 21) 22 25 14 77
grupo.moitara@uolcom.br


PARABENS AO GRUPO MOITARÁ PELOS SEUS 15 ANOS
"Imagens da Quimera" é o espetáculo comemorativo dos 15 anos de estrada do ótimo grupo Moitará que vem realizando desde a sua criação um trabalho inédito no País. O grupo se dedica exclusivamente à pesquisa do trabalho com máscaras teatrais. Acompanho o trabalho do grupo e recomendo com o maior entusiasmo.
Não deixem de ver. Depois não venham reclamar que eu não avisei. Certo, crianças?
"Imagens da Quimera" ficará em cartaz sòmente até o dia 3 de agosto -- o outro domingo, depois deste. O espetáculo lança um olhar feminino sobre os conflitos e anseios do homem, em busca de uma plenitude através do devaneio. São fragmentos oníricos que mostram o "ritual" da atriz com a Máscara Teatral, relacionando vida/morte, sonho/realidade numa só totalidade. A atriz desnuda-se da sua máscara cotidiana para dar vida ao personagem que, em sua trajetória, revela as dualidades do sentimento humano.

IMAGENS DA QUIMERA - criação coletiva do Grupo Moitará.
Direção: Venício Fonseca. Com Érika Rettl e Daniela Fossaluza.
Uma mulher recebe uma mensagem, em sonho, para ir em
busca de um tesouro. Chegando lá, tem uma surpresa.

Teatro do Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Cinelândia - Tel. 2510-8848
Até o dia 03 de agosto, de quinta a domingo.
Horario: 20:15h Preço R$ 10.

http://grupo.moitara.sites.uol.com.br

17.7.03

Vamos lá!

A Cia de Dança Dani Lima vai estrear em agosto um espetáculo novo, chamado "Falam as partes do todo?", e durante o mês de julho estaremos realizando ensaios para convidados. São, de fato, ensaios, ainda sem luz, figurinos ou cenário, e o material cênico e coreográfico continua sendo experimentado e desenvolvido. Como estamos pensando bastante no lugar e no papel do espectador dentro desse espetáculo, a presença de outras pessoas nesse processo é muito importante para nós; e acho que pode ser divertido e instigante para quem quiser aparecer.

Os ensaios abertos acontecem toda a sexta-feira, das 17:30 às 19:30,
no espaço Baixo Santa do Alto Glória,
na Rua Hermenegildo de Barros, 73.
A Hermenegildo é uma ladeirinha que sobe da Cândido Mendes, na Glória (Rio de Janeiro, OK?), e o Baixo Santa é um sobrado mostarda, bem visível...

Qualquer coisa, me liguem: 88636407 ou 33031436, ou mandem um e-mail. Confirmações antecipadas de presença são bem-vindas mas não indispensáveis - pode ir no impulso! Beijos.
Alex.

PS. Alex, eu vou nesta sexta feira, dia 18, no impulso! Certo?


13.7.03



Presença nas costas -- sempre, como diz a Mestra Angel Vianna. Pois muito bem, aqui uma aula de como estar presente nas costas, vindas de um mestre de expressão corporal: o quadrupinho mais gente fina da blogosfera e ilustre membro da Familia Gato: O MOSCA.
E a bípede é a Mírian, a cozinheira da Familia Gato -- descalça como convém à saúde dos seus pés.

Esse botão para o meu outro blog, eu ganhei de presente do Matusalém Matusca. A mumia mais amada da blogosfera, agora de sarcófago novo e mudou de casa.

5.7.03

Você já foi no Artimanhas? Então vá !!!
Parabéns JANAINA!!!
Neste sábado, a partir das 22h tem FESTA NO ARENA!!!! Teatro de Arena Eugênio Kusnet, à Rua Teodoro Baima, 94, no centro de São Paulo. A Cia Ocamorana convida para a festa de reestréia de MARIA MALAZARTES.
E à cause comemoração dos aniversários da Janaina e da Rita
DJs: Don KB (Jive) e convidados. Ingresso é só cinco reais.
Muita merda procês de Maria Malazartes, e, especialmente à Janaina Fainer, minha querida vizinha blogueira.
Angel Vianna
Escultora de ossos e músculos


Nome maior da expressão corporal no Brasil, Angel Vianna ensina seus alunos a criarem soluções para os limites do corpo, fazendo a 'máquina' pensar e esculpindo o movimento de boa parte dos bailarinos da dança contemporânea nacional.

Calça e camisa confortáveis, sandálias de couro, Angel Vianna – a perna direita puxando um pouco, culpa de um tombo que a fez ganhar dois pinos de metal – vence com facilidade a escadaria íngreme que a leva a uma das cinco salas de sua escola, no bairro de Botafogo, no Rio.

A aula de conscientização do movimento, única que atualmente a decana da expressão corporal no Brasil dá com regularidade, é essencialmente uma experiência de descoberta. "Não vai mais do que isso", diz a aluna de meia-idade, referindo-se à coluna que pára no meio do caminho, numa curva acentuada. "Mas é claro que vai", retruca a mestra, sentando-se à sua frente, pernas abertas, a sua própria coluna belamente ereta, mãos convincentes que esculpem o tronco reticente, fazendo-o perceber um outro caminho.

Parceria iniciada na década de 1940
Me encanta ver as pessoas crescerem, diz ela, numa afirmação que deve ser compreendida tanto no sentido literal quanto no figurado. Cresce-se, de verdade, quando as articulações, trabalhadas em suas aulas, começam a ganhar espaço, quando ossos e músculos vão assumindo seu lugar na elaborada cadeia que é o corpo humano, quando uma nova forma insinua-se num corpo mais expressivo – e aí, é tal o manancial de conhecimentos sobre si próprio que não tem mais jeito: é puro crescimento.

Para chegar a este trabalho que já rendeu tantos frutos – boa parte dos bailarinos dos grupos de dança contemporânea do Rio saiu das suas salas de aula – Angel cumpriu uma longa trajetória, de mais de cinco décadas. E, nesse ponto, é impossível dissociá-la de Klauss Vianna, amigo, marido e companheiro de trabalho, considerado o introdutor do conceito de expressão corporal no Brasil. Os dois se conheceram em Belo Horizonte, onde moravam, quando os pais de Angel (na verdade, Maria Angela Abras) a transferiram do Colégio Santa Maria, um tradicional internato de moças, para o Colégio Padre Machado. Klauss estudava lá, ambos tinham cerca de 14 anos e tornaram-se grandes amigos. Torciam o nariz para os namorados um do outro, ajudavam-se em momentos de crise e, quando Klauss resolveu estudar dança, Angel foi junto. Eles tinham acabado de assistir ao espetáculo do carioca Balé da Juventude, patrocinado pela UNE, que se apresentava na capital mineira. E, logo depois, o coreógrafo Carlos Leite, que fora a Belo Horizonte com a companhia, voltaria à cidade para dar aulas.

Estas aulas, iniciadas em meados da década de 1940, eram de balé clássico, mas incluíam também danças folclóricas e história da dança. Klauss foi rapidamente alçado ao posto de professor e, em 1948, ele e Angel passariam a fazer parte da companhia de Carlos Leite, o Ballet de Minas Gerais. Em casa, acobertada pela mãe Margarida, aquela atividade que levava Angel tanto para a rua à noite era "ginástica". Nicolau Elias, comerciante de origem libanesa, não admitia que a filha (a terceira de quatro irmãos) fizesse balé. E era uma ginástica mesmo o que Angel fazia para driblar o pai: de jogar sacolinha com sapatilhas pela janela a monitorar com precisão coreográfica horários de entrada e saída.

Tendência expressionista
Foi um momento mágico para mim. E olha que eu não era uma menina talentosa para a dança. O que eu fiz em dança foi realmente trabalhar, não tinha talento nem habilidade. Cheguei a solista, mas sempre com dificuldade. E dançava nas pontas porque tinha que dançar, mas não era o meu forte, conta Angel. Hoje sabe que aquilo era uma passagem e que ela, que nada tinha de romântica clássica, teria que esperar um pouco mais para mostrar sua faceta expressionista. Enquanto isso, estudava música e exercia o que considerava seu verdadeiro talento, a escultura, na Escola de Belas-Artes, numa época gloriosa: teve aulas de pintura com Guignard e de escultura com Franz Weissmann. Ali, na EBA, Angel aprendeu muito do que ensina hoje. Ela lembra, por exemplo, que perguntava a Weissmann: "Ô, professor, o que eu faço agora?" Ao que ele respondia: "Cria. Descobre."

Angel gosta de identificar triângulos em sua vida. A dança, a escultura e a música formam um deles, que resultou no seu trabalho corporal: "Da escultura, sinto que trouxe toda a percepção tátil, de como tocar. Da música, a percepção de ouvir. Da dança, toda a parte do fluxo do movimento e do espaço."

Mas isso ela só percebe hoje, quando olha para trás e vê o caminho percorrido. E, a respeito, conta um episódio interessante, cuja importância só observaria muito depois: antes de começar os estudos de dança e bem antes de pensar em cursar a Escola de Belas-Artes (onde acabaria se formando), ela soube de uma escultora belga, Jeanne Wilde, contratada pela polícia mineira para fazer as máscaras dos criminosos, retratos falados em três dimensões. Angel, atraída pela história, foi atrás dela e pediu para ter aulas. Era tudo muito claro, muito preciso. O crânio, as saliências dos ossos, foi um estudo acadêmico, conta, identificando uma característica que permaneceria em seus anos de estudante de artes: a necessidade de definir bem músculos, articulações. Em todos os salões de arte de que eu participava, faziam uma observação sobre o meu trabalho, dizendo que era acadêmico, porque eu fazia questão de detalhar o rosto. Isto mostra como eu já tinha esta necessidade de bisbilhotar o corpo.

Casal flexibilizou o balé clássico
O que nos faz voltar ao percurso da bailarina que se transformou na grande mestra de hoje. Antes, porém, é preciso contar que Angel casou-se com Klauss. Traições do dedo mindinho. Os dois, inseparáveis, iam visitar uma colega do balé, grávida, que corria o risco de perder a criança. Angel estava triste, e eles caminhavam lado a lado, por uma comprida ponte, até que os dedos mindinhos se esbarraram e engancharam-se um no outro. "Eu não tirei, ele também não", conta ela. "Andamos longos minutos assim, e só nos separamos quando chegamos na casa da amiga." A partir daquele dia, as saídas, já freqüentes, tornaram-se mais regulares, os amigos começaram a dizer que os dois namoravam. "Angel, a gente está namorando?", perguntou Klauss, meses depois. "E eu sei lá. Estamos?" Estavam. Casaram-se, depois de dez anos de amizade e após uma verdadeira batalha familiar na casa dos Abras – de família alemã, pobre e bailarino, Klauss era bem mais do que o pai de Angel julgava agüentar. Angel foi morar com Klauss, que já morava com a avó. E foi ela quem teve a idéia de juntar dois quartos, dos quatro da casa, para que dessem aulas de balé. Começou ali um trabalho de pesquisa incomum na época. Klauss e Angel não se contentavam em repetir o que tinham aprendido.

Queriam conhecer melhor o corpo, saber como cada movimento acontecia. Estudaram anatomia, cinesiologia, estudaram ioga com o professor grego George Kritikus, flexibilizaram o balé clássico: "Na nossa aula a coluna estava no lugar, mas não era rígida, as articulações se mexiam. Foi lindo, porque começamos a entender melhor o mecanismo corporal. Mas ainda não sabíamos como aplicar na aula de balé todo o conhecimento da parte óssea que estávamos adquirindo."

A dança livre de Rainer Vianna
A escola, inicialmente só de crianças, chegou a ter 600 alunos, tornando-se o embrião do Balé Klauss Vianna. Klauss criava coreografias baseadas em textos literários e poemas – como O caso do vestido, de Drummond – que Angel dançava. Ela chegou a integrar por pouco tempo o grupo de Nina Verchinina no Rio, mas mudou-se com Klauss para Salvador, onde durante dois anos ele deu aulas no curso de dança da Universidade Federal da Bahia, na época o único de nível superior do país. Foi um período de acúmulo de conhecimentos, em que o balé, pouco a pouco, cedia espaço para algo mais pessoal.

A mudança para o Rio, em 1965, determinou o novo rumo. Klauss, devido às suas peças meio dançadas, meio teatrais, foi convidado em 1967 para fazer coreografias e o trabalho corporal da "Ópera dos três vinténs", que José Renato dirigia. Angel colaborou com o marido e atuou como atriz (era uma das dançarinas do cabaré). Tinha que ser um trabalho muito preciso e ágil, para preparar, em 50 dias, 40 pessoas que não dançavam, lembra ela. A fama do casal espalhou-se pelo meio artístico e, em pouco tempo, Angel, que àquela altura ainda dava aulas de balé clássico na escola de Tatiana Leskova, abria uma turma na academia da dama do balé para adultos que queriam estudar expressão corporal.

O termo fora cunhado por Klauss, que certo dia, nos ensaios da Ópera dos três vinténs, comentou com a mulher sobre um ator que, segundo ele, tinha "uma expressão corporal muito bonita". Em pouco tempo eram mais de cem alunos. A academia de Tatiana não comportou o movimento e Angel, com Klauss e Tereza D'Aquino, fundou o Centro de Pesquisa Corporal Arte e Educação. Lá, Rainer Vianna, único filho do casal, desenvolvia o que aprendera com os pais para um trabalho que batizou de dança livre, baseada na expressividade natural de cada pessoa. Angel, que vê na parceria de vida e obra, com o marido e o filho, um outro triângulo a estabilizar sua trajetória, balançou um pouco com a perda de Klauss, em 1992, e de Rainer, morto em 1995, aos 37 anos. Mas foi fundo num projeto antigo, iniciado quando fundou com o filho, em 1993, o então Espaço Novo, atual Escola Angel Vianna. É lá que desde o início de 2001 funciona a Faculdade Angel Vianna, formadora de bailarinos e professores, um verdadeiro centro de estudos e pesquisas, como ela sempre desejou.

Angel controla a escola como mãe zelosa de suas crias. Conhece todos os alunos, sabe tudo o que acontece, desfaz desavenças com a mesma habilidade com que libera espaços entres ossos e músculos, com que ajuda a azeitar as dobradiças do corpo. Falante e afetuosa, ela fica essencialmente feliz com aquele movimento todo. "Adoro gente", diz a mestra. Gosto de ver as pessoas mudando, uma pessoa torta descobrindo seu eixo. O corpo é como uma máquina. Tem um fiozinho que o perpassa e vai fazendo as conexões. Cada pedacinho do corpo é pensante, tem uma resposta. E Angel Vianna, como boa aluna que foi de seus mestres, prefere, mais do que dar as respostas – e ela as conhece –, ajudar o aluno a descobrir o caminho, como a dizer, a cada osso e músculo tocados por suas mãos: "Cria. Descobre."

Entrevista especial à jornalista Nani Rubin para a revista Gesto.

4.7.03

A Mestra Angel Vianna dança no IV Circuito Carioca de Dança

A quarta edição do Circuito Carioca de Dança traz, de hoje até o dia 20, dezoito companhias que vão se revezar entre o Teatro do Jockey e o Espaço Cultural Sérgio Porto. E nas lonas culturais, haverá aulas-espetáculos e workshops .

Neste fim de semana, há a chance - rara - de ver no Espaço Sergio Porto, Angel Vianna e Maria Alice Poppe (sua ex-aluna, bailarina premiada internacionalmente e professora da Escola Angel Vianna) reprisando Impromptus coreografia do Alexandre Franco. Lá da nossa escola, tem ainda a dança inclusiva da Teresa Taquechel e o seu grupo, o "Pulsar".

UPDATE (Antes tarde do que nunca):
Programação do IV Circuito Carioca de Dança

Teatro Sergio Porto
11,12 e 13 de julho:
"Papel em branco" do Sylvio Dufrayer Cia. de Dança;
"Crônica" da Cia. Étnica de Dança da Carmen Luz;
"La valse" da Cia. Grupo de Dança D.C., coreografia de Rodrigo Negri.

18. 19 e 20 de julho:
"Violência e Paixão" da Cia. Nós da Dança. coreografia da Regina Sauer;
"Volume" Celina Portella e Flávia Costa, coreografia das duas bailarinas;
"Fúria em Dança e Verso" da Cia. Movimento e Luz, cor. de Ivana M. Barreto.

Teatro do Jockey
10, 11 12 de julho:
"Sons" da Lazo Cia. de Dança, coreografia de Carlos Laerte;
"Telhado de vidro" da Tanzhaus Cia. de Dança, coreografia de Toni Rodrigues;
"My way, la cumparsita e desde el alma" da Cia. de Dança Jaime Arôxa.

5,6,12,l3 às 16 horas, espetáculo infantil "Ciranda" direção de Andréia Elias.

CIRCUITO CARIOCA DE DANÇA
-Espaço Sérgio Porto, Rua Humaitá 163 (2266-0896)
6ª e sáb., às 20h30 e dom., às 20h. R$ 5.
Teatro do Jockey, Rua Mário Ribeiro, 410, Gávea (2540-9853)
Sáb. e dom., às 16h e 21h. R$ 5.
Estudantes, classe e idosos pagam meia, nesses dois teatros.
INFORME ANÔNIMO

Olha pro céu meu amor, vê como ele está lindo...
Viva Santo Antônio, São Pedro e São João
E viva a nova estação !!!
Friozinho por fora e por dentro, calor no coração!
Coma canjica e beba quentão !
Te espero na barraca de beijos,
e vamos dançar forró no salão !!!

E o Arraiá das Oficinas Julinas do Teatro de Anônimo está em brasas

de 7 a 10 João e Flávia o casal da produção comandam a oficina de Gestão para Autonomia

e de 21 a 25 é a vez de Márcio Libar botar a batata pra assar, com a oficina a Nobre Arte do Palhaço.

Dando continuidade as comemorações julinas no período de 21 até 2 de agosto Shirley Britto, Paula Preiss e Raquel Aguilera vão balançar o coreto do Espaço 1 com a oficina Circo Atuação para Jovens de 10 a 14 anos.

E tem mais! Apartir de agosto a Oficina de Acrobacia Aérea abre novas turmas!!!

Pra dar mais água na boca, estão todos convidados a assistir o resultado do primeiro semestre 2003 da turma da Oficina de Acrobacia Aérea, que será nos dias 16 e 17 no Espaço 1 da Fundição, sua vida não será a mesma depois de assistir esses pássaros sem asas.

SE LIGA NA PROGRAMAÇÃO:

OFICINA DE GESTÃO PARA AUTONOMIA
Com o objetivo de municiar artistas e grupos de artistas com instrumentos que possibilitem a partir de suas referencias criar uma maneira eficaz de gerir (produzir e distribuir) seus trabalhos numa perspectiva coletiva e solidária.

7 À 10 DE JULHO DE 19H AS 22H
Informações: 2240 0930 (Caeli/ Cecília)


OFICINA A NOBRE ARTE DE PALHAÇO
Através de jogos e exercícios colocar o ator em situação de constrangimento e "indefeso" fazendo com que o riso aflore do público a partir da exposição de sua própria estupidez .

21 À 25 DE JULHO DE 19 AS 22H
Informações: 2524 2324 (Vanessa)


CIRCO ATUAÇÃO
Curso de férias para adolescentes, através de jogos dramáticos, elementos e técnicas circenses, busca viajar pelo universo lúdico dos brinquedos populares e das companhias mambembes.

21 DE JULHO A 2 DE AGOSTO DE 9 AS 12H
Informações: 2240 0930 (Caeli/ Cecília)


OFICINA DE ACROBACIA AÉREA
Revele-se a partir de uma movimentação fluida, num desencadear de inúmeras
formas, explorando a criatividade alem da força e do equilíbrio nos diversos aparelhos aéreos

2as E 4as DAS 19 AS 22H
3a E 5as DAS 10 AS 13H (APARTIR DE AGOSTO)
Informações: 2240 0930 (Caeli/ Cecília)


NÃO PERCAM A MICRO TEMPORADA DO CABARÉ DA OFICINA DE ACROBACIA AÉREA COM NÚMEROS INÉDITOS

SOMENTE NOS DIAS 16 E 17 DE JULHO AS 20H NO ESPAÇO 1 DA FUNDIÇÃO PROGRESSO

COUVERT ARTÍSTICO- R$ 3,00 INACREDITÁVEL !!!
Informações: 2240 0930 (Caeli/ Cecília)
Os guardas e os equilibristas

Cena comum nas ruas do centro do Rio: os camelôs, em desabalada carreira fugindo dos guardas municipais, e equilibrando na cabeça aqueles enormes tabuleiros cheios de mercadorias, e sem deixar cair nenhuma. Um show á parte. Performance digna dos maiores aplausos, e pra circense nenhum botar defeito.